Municípios do Vale do Aço fecham apoio a Anastasia e Alckmin

Secom/PMI

Prefeitos e secretários municipais de 18 cidades participaram do encontro inédito realizado nesta segunda-feira, em Ipatinga

Em uma iniciativa do prefeito de Ipatinga, Nardyello Rocha, representando o maior colégio eleitoral da região, e com o apoio da Associação dos Municípios da Microrregião do Vale do Aço (AMVA), chefes do Executivo de 18 cidades do Colar Metropolitano e adjacências participaram, na tarde desta segunda-feira (27), de uma reunião inédita na Prefeitura de Ipatinga.

Do encontro, em que se sentaram à mesa lideranças de diversas siglas partidárias, saiu um posicionamento unificado e praticamente unânime em relação aos candidatos ao governo do Estado, Senado Federal e presidência da República. De forma maciça, os Executivos decidiram manifestar apoio a Antônio Anastasia e Geraldo Alckmin (ambos do PSDB) como postulantes aos cargos maiores de Minas Gerais e do País. Ao mesmo tempo, a grande maioria definiu alinhamento com os nomes de Dinis Pinheiro e Rodrigo Pacheco para o Senado.

Das quatro cidades da Região Metropolitana do Vale do Aço, apenas Santana do Paraíso retardou para quinta-feira (30) o seu posicionamento oficial. O prefeito de Inhapim, que não pode comparecer mas foi representado na reunião pelas secretárias municipais de Educação e Saúde, também deverá se manifestar até lá.

Em relação ao governo do Estado, os prefeitos de Entre Folhas e Vargem Alegre, por questões pessoais e familiares, firmaram posição ao lado do candidato Adalclever Lopes para as eleições de 7 de outubro. No entanto, anteciparam que num eventual segundo turno envolvendo outros candidatos e com a participação de Anastasia, estarão somando com o grupo. As cidades alinhadas com Anastasia e Alckmin, já no primeiro turno, representam uma população de mais de 750 mil habitantes.

Carta de reivindicações

Outra definição dos prefeitos foi a elaboração de uma carta de reivindicações do Colar Metropolitano, que deverá ser entregue ao candidato Antônio Anastasia no próximo dia 6, quando ele cumpre agenda no Vale do Aço. Os prefeitos deverão encaminhar à AMVA, até a próxima quinta-feira, algumas das principais demandas, que serão sintetizadas num documento oficial da entidade. Entre as questões mais urgentes, são consensuais a implantação do SAMU Regional e instalação de uma Central de Abastecimento (Ceasa).

Ainda durante o encontro desta segunda-feira (27), os prefeitos lamentaram muito as dificuldades econômicas vividas pelos municípios, com prejuízos sobretudo às áreas de Saúde e Educação, em função das dívidas milionárias acumuladas pelo atual governo do Estado. Com a retenção de recursos do Fundeb, algumas cidades já estão sem condições de honrar o pagamento de professores. Apenas para Ipatinga, o Estado já deixou de repassar mais de R$ 100 milhões.

“Essa união em torno de propostas comuns e buscando o fortalecimento político de nossa região é algo sem precedentes e ganha ainda mais significado porque conseguimos um consenso mesmo com a diversidade de siglas partidárias, entendendo que devemos privilegiar os melhores gestores. Acima das agremiações, estamos defendendo os interesses maiores da população, e isso é muito motivante”, comentou o prefeito de Ipatinga, Nardyello Rocha, cuja iniciativa de convocar o encontro foi elogiada por todos os presentes.

Além dos mandatários de Ipatinga, Coronel Fabriciano, Timóteo e Santana do Paraíso, estiveram presentes prefeitos de Belo Oriente, Braúnas, Dom Cavati, Dionísio, Entre Folhas, Ipaba, Jaguaraçu, Joanésia, Marliéria, Periquito, Vargem Alegre, Pingo D’água, Iapu e Córrego Novo, mais as secretárias Municipais de Inhapim. Compareceu, ainda, o presidente da Câmara de Ipatinga, Jadson Heleno, representando os legislativos da região.


Encontrou um erro? Comunique: [email protected]

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: