Oficinas, ferros-velhos e similares terão que dar destinação correta a lixo

Secom/PMI

Em alguns pontos da cidade são percebidos resíduos irregulares dos estabelecimentos

Em atendimento a solicitação do Conselho Municipal de Meio Ambiente (Codema), o Departamento de Meio Ambiente (Demam) da Prefeitura de Ipatinga começa a convocar os proprietários de oficinas eletromecânicas, eletrônicas, borracharias, funilaria/pintura, lava-jatos, vidraçarias, marcenarias, serralheria, ferros-velhos e empreendimentos similares para que regularizem a sua situação junto aos órgãos públicos e também tenham maior responsabilidade com o lixo produzido. Em conformidade com a Lei 1.475, de 30 de setembro de 1996, eles deverão comprovar a destinação correta dos seus resíduos e apresentar licença de funcionamento (Alvará).

De acordo com a fiscalização, há muitas queixas denunciando a enorme quantidade de entulho produzida por estes estabelecimentos (como borracha, pneus velhos, latarias e peças de carros, estofamentos, entre outros rejeitos) que é despejada de forma irregular em passeios e calçadas, bem como nas margens dos córregos que cortam a cidade. Além da sujeira – que pode facilitar a proliferação de animais peçonhentos -, este tipo de descarte irregular causa ainda grande impacto ambiental.

Após receberem a convocação, os empreendedores devem se dirigir ao setor de protocolo, no 1º andar da Prefeitura, para o início do processo de regularização, no prazo de até sete dias, portando a documentação a ser solicitada.


Postado originalmente por: Diário do Aço

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: