Parte da Polícia Civil do Espírito Santo decide paralisar as atividades

Foi realizada uma assembléia na manhã de hoje pela ASSINPOL – Associação dos Investigadores da Polícia Civil do Espírito Santo e ficou decidido que apenas 30% do efetivo dos policiais civis vão trabalhar no estado.

comunicado-de-greve-da-assinpol-es

A causa da paralisação da Polícia Civil do Espírito Santo é uma forma de protesto pela morte do policial Mário Marcelo de Albuquerque. Ele foi assassinado na terça-feira (07), quando se deslocava de Vitória para Colatina.

Vale lembrar que os Policiais Militares do Espírito Santo estão de greve desde a última sexta-feira. Eles reivindicam reajuste salarial e melhores condições no trabalho.

Devido a greve da PM, somente em cinco dias sem policiamento no estado, foram registrados 200 roubos de veículos e 75 mortes.

Anexos para downloads:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: