PMDB no Senado mantêm Renan na liderança e decide apoiar a reforma trabalhista

Em uma reunião que durou cinco horas, a bancada do PMDB no Senado chegou a um acordo nessa terça-feira (30) sobre as divergências dentro do partido à aprovação da reforma trabalhista.

O líder do PMDB, Renan Calheiros, é crítico a reforma, o que provocou o líder do governo, o senador Romero Jucá, a convocar a reunião para decidir se mantinha Renan na liderança.

Uma acordo então foi costurado para manter Renan Calheiros como líder, e definir o apoio do partido à reforma trabalhista. Mas Renan ressaltou que tem uma minoria no PMDB do Senado contrária ao texto.

Romero Jucá defendeu que as divergências são normais.

No momento da votação da reforma, ficou decidido que outro parlamentar fará a fala favorável ao texto, e não o líder Renan Calheiros. A reforma trabalhista pode ser votada na Comissão de Assuntos Econômicos na próxima semana. Se aprovada pelo Senado, segue para sanção presidencial.

Anexos para downloads:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: