Presentes na posse de Dodge defendem combate rigoroso à corrupção

A posse da procuradora-geral da República, Raquel Dodge, foi acompanhada por diversas autoridades do Executivo, Legislativo e Judiciário. Apesar de circularem críticas de que ela poderia colocar em risco a Operação Lava Jato, a posição dos presentes era de que a procuradora vai conduzir com rigor o combate a corrupção.

Para o presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB), que é investigado na Lava Jato, a gestão de Raquel Dodge representa um novo momento democrático para o país. Ele acredita que a procuradora-geral será dura na condução da denúncia contra o presidente, Michel Temer, por obstrução à Justiça e organização criminosa.

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, também foi questionado sobre a atuação de Raquel Dodge na denúncia contra Temer. Destacou a necessidade de se votar a aceitação ou não da denúncia no tempo certo, mas deixou claro que é preciso manter a atual gestão para que, em breve, seja aprovada a Reforma da Previdência.

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luís Roberto Barroso acredita que Raquel Dodge terá um compromisso com o país. O ex-procurador-Geral da República entre 2009 e 2013, Roberto Gurgel, também comentou a posse de Raquel Dodge. Disse que a nova procuradora vai atuar firmemente na Operação Lava Jato e no combate à corrupção.

Roberto Gurgel acredita que os direitos humanos também serão uma bandeira de luta da nova chefe do Ministério Público.

Anexos para downloads:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: