Projeto “Escola do Rádio” pretende profissionalizar radiodifusores do Vale do Aço

A iniciativa visa incentivar a valorização do produto “rádio” e aperfeiçoar os trabalhos dos radiodifusores

Por: Patrícia Marques

Os radiodifusores poderão aprimorar ainda mais seus conhecimentos com o projeto “Escola do Rádio”, idealizado pela diretora comercial da Playlist, Hélida Carvalho, e realizado pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE), em Ipatinga, no Vale do Aço. O projeto possui quatro etapas: Administrativo/Financeiro, Melhorias para o meio, Qualificação de toda equipe e o Despertamento do comércio/indústria, sociedade no geral da importância do nosso produto.

Atualmente, o projeto conta com oito rádios participantes e atende apenas as emissoras da região. “Mas temos fé de que um dia esse projeto estará disponível em todas as unidades SEBRAE”, disse Hélida.

logo-winkochan-2

Segundo Hélida, o programa possui diversos objetivos. “Precisamos conscientizar os radiodifusores e seus gestores que não podemos agir igual com todos os nossos clientes, como empresas de roupas ou de móveis, por exemplo. Precisamos valorizar o produto ‘rádio’ e mostrar sua importância e eficiência. Além disso, quem não evolui não permanece. Precisamos estar antenados sobre o que está acontecendo com a radiodifusão mundial, saber tendências, analisar juntos o que podemos, devemos e como fazer para mudar opiniões diferentes, visões diferentes, ações diferentes no mesmo lugar. Isso gera grandes ideias e estímulo”.

“Às vezes o óbvio é tão óbvio que não conseguimos fazer”

A frase é de um radiodifusor, que encontrou, por meio do curso, uma solução para o seu problema. Hélida também ressalta a importância da emissora valorizar o seu produto e explica que o óbvio vai muito além.  “Nosso produto é o ‘tempo’, então precisamos mostrar ao nosso cliente o quão importante ele é. Qual o valor do meu produto? 30′,45′, testemunhal? Então não posso vender 30′ e o áudio ser de 45′, porque não vou à padaria e pago 10 pães e levo 15. Não compro 500g de café e levo 650g. Se faço uma promoção ela tem data,  com início e final. É importante não ultrapassar esse período para não perder a credibilidade”, afirma Hélida. .

De acordo com a diretora da Playlist, é importante que a emissora mantenha o preço da tabela. “Como posso me apresentar a um cliente com uma tabela onde meu produto de 30′ é R$ 50,00 e vendo a R$ 11,25? Essas são algumas coisas óbvias que o radiodifusor em sua maioria não faz.”, questiona.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: