Projeto Xerimbabo Usiminas 2017 convida a comunidade a refletir sobre preservação da fauna

Divulgação

Inscrições para visitas à exposição serão abertas nesta segunda-feira (15), com vagas limitadas. Edição conta com duas novas atividades, realizadas em parceria com o Instituto Cultural Usiminas

Imaginar um mundo em que a natureza vai aos poucos desaparecendo, perdendo espaço para a devastação causada pelo homem, é a proposta da 33ª edição do Projeto Xerimbabo Usiminas, que abre as inscrições para visitas na próxima segunda-feira, dia 15. Com o tema “A fauna sem lar”, a exposição será realizada entre os dias 6 e 18 de junho, em Ipatinga, e irá abordar questões como tráfico de animais silvestres, incêndios florestais e conflitos urbanos, que causam desequilíbrio ambiental e comprometem a sobrevivência da fauna, da flora e da própria humanidade.

A tradicional mostra de educação ambiental será realizada dentro das comemorações do Dia Mundial do Meio Ambiente, celebrado em 5 de junho, e poderá ser visitada de terça-feira a domingo, das 8h às 17h, no Centro de Biodiversidade da Usipa (Cebus). Durante os dias de semana, a prioridade de visitação é para as escolas, que precisam ser previamente agendadas. Nos fins de semana, o projeto é aberto à comunidade.

“Será uma oportunidade para conscientizar as pessoas quanto à preservação das florestas e combate às ameaças presentes em suas realidades. Ainda temos no Vale do Aço importantes desafios abordados neste tema, como a BR-381, rota para o tráfico de animais silvestres onde são registradas inúmeras ocorrências todos os anos,” aponta Lélio Costa e Silva, idealizador do Xerimbabo e médico veterinário do Cebus.

A cada ano o projeto inova em sua dinâmica de eventos. Em 2017, foram inseridas duas novas atividades, realizadas por meio da área de Ação Educativa do Instituto Cultural Usiminas. O “Conhecendo a Usiminas” promove a oportunidade de estudantes visitarem a Usina de Ipatinga e conhecerem o processo de fabricação do aço por meio da contação de histórias. Na mesma dinâmica narrativa, a “Aventura no Viveiro” leva as escolas para uma experiência única no Viveiro de Mudas da Usiminas. As duas programações são promovidas mensalmente entre março e dezembro e contam com a apresentação da atriz Raquel Vieira.

A Usiminas, desde sua fundação, sempre promove ações educativas e culturais de maneira a contribuir com o enriquecimento intelectual e humano das comunidades onde atua. Para o gerente-geral de Meio Ambiente da Usiminas, Pedro Luis Ribeiro, as atividades educativas desenvolvidas por meio do Projeto Xerimbabo são o espelho da companhia. “A Usiminas se preocupa verdadeiramente com o meio ambiente e com a qualidade de vida das pessoas. Entendemos que o conhecimento é o melhor legado, por isso apoiamos a realização do Xerimbabo neste formato educativo.”

Projeto

Pioneiro no trabalho de educação ambiental em Minas Gerais, o Projeto Xerimbabo Usiminas teve início em 1984, quebrando paradigmas e influenciando gerações. Sua origem está intimamente ligada a experiências mais profundas de relação da vida com a natureza e sua conservação, visto na palavra do tupi “Xerimbabo”, que significa “animal de estimação”.

A exposição “A fauna sem lar”, fica aberta de 6 a 18 de junho, no Centro de Biodiversidade da Usipa (Cebus), em Ipatinga. As escolas devem reservar a data pelo telefone (31) 3801-4389 e, em seguida, acessar o site do projeto [imagemewww.usiminas.com/xerimbabo e preencher a ficha de confirmação da inscrição, que deve ser enviada para o e-mail [email protected] Somente depois des+.te procedimento a inscrição será efetivada.


Postado originalmente por: Diário do Aço

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: