Roberto Castello Branco assumirá presidência da Petrobras no governo de Jair Bolsonaro

O futuro ministro da Economia, Paulo Guedes, confirmou, nesta segunda-feira (19), que o economista Roberto Castello Branco será o presidente da Petrobras no governo Jair Bolsonaro.

Castello Branco substituirá Ivan Monteiro, que ocupa a presidência da estatal de petróleo desde junho, quando Pedro Parente pediu demissão em meio a discussão sobre a política de preços dos combustíveis.

Roberto Castello Branco é diretor no Centro de Estudos em Crescimento e Desenvolvimento Econômico da Fundação Getulio Vargas (FGV) e deve assumir em janeiro.

Ele tem pós-doutorado pela Universidade de Chicago, nos Estados Unidos, e já ocupou cargos de direção no Banco Central e na mineradora Vale, além de ter feito parte do Conselho de Administração da Petrobras.

Defensor das privatizações, Castello Branco publicou um artigo em maio afirmando que, para melhorar sua situação financeira, a Petrobras deveria vender integral ou quase integralmente os ativos de refino e distribuição de petróleo.

Ele também criticou o modelo de privatização que foi adotado nos anos 1990, quando a venda de empresas estatais ocorreu principalmente para grupos fechados compostos por fundos de pensão estatais e empresas sócias do Estado, financiados com dinheiro do BNDES, o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social.

Em março deste ano, Castello Branco afirmou em um blog relacionado à FGV que seria melhor que as privatizações  cortassem integralmente os laços das empresas com o Estado.

Anexos para downloads:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: