Solenidade marca abertura de espaço para incentivo ao empreendedorismo

Secom PMI

Sala de apoio a negócios vai funcionar no andar térreo no edifício da PMI

Ipatinga passou a contar, a partir dessa sexta-feira, com a Sala Mineira do Empreendedor. O prefeito Nardyello Rocha destacou que o incentivo a novos nichos de negócios para possibilitar a diversificação da economia foi uma das principais propostas transmitidas à população quando se apresentou como candidato ao cargo. “Estamos trabalhando para padronizar procedimentos, desburocratizar, simplificar, tornar mais ágeis e eficazes os atos do serviço público e, nesse contexto, a ideia é estender um tapete vermelho para todos os empreendedores, sejam eles calouros, veteranos, pequenos, médios ou grandes. Todos terão igualmente a nossa atenção. Queremos não apenas facilitar a abertura de empresas, mas também contribuir para mantê-las com o assessoramento necessário dos técnicos”, discursou o prefeito.

A Sala Mineira do Empreendedor, que funcionará de 11h às 17h entre segunda-feira e sexta-feira é uma parceria do governo municipal, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo, com a Junta Comercial do Estado de Minas Gerais (Jucemg) e o Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas de Minas Gerais (Sebrae Minas). A coordenadora-geral Andrea Lage informou que embora a repartição esteja sendo inaugurada agora, extraoficialmente já vinha trabalhando, tendo viabilizado em curto espaço de tempo a abertura de 275 novas empresas no município, “o que é um número extraordinário numa conjuntura de economia recessiva”.

O gerente regional do Sebrae, Fabrício César Fernandes, citou uma célebre frase do consultor estadunidense, Peter Drucker, considerado o pai da administração moderna, para traduzir o significado da Sala Mineira do Empreendedor. “A melhor maneira de prever o futuro é criá-lo”.

Conforme Fabrício, além de agilizar processos para implantação de empresas, a instituição tem a função de orientar pretensos investidores quanto à viabilidade de negócios e aprimorar aqueles que já estão em atividade. Ipatinga soma atualmente um total de 22 mil empreendedores, sendo 12 mil deles classificados como Microempreendedores Individuais (MEI).

Agilidade

O representante da Jucemg, Marcelo Pereira Teixeira, destacou em seu pronunciamento que a “desburocratização é uma palavra que deve ser festejada num país com tantos nós de inibição dos investimentos”. “Esse é um viés interessante da Sala Mineira do Empreendedor, já que novos negócios podem estar autorizados a funcionar num prazo de até quatro dias”, pontuou. Ele lembrou que, bem recentemente, havia uma demora de 30 a 60 dias para que uma empresa pudesse abrir suas portas.


Encontrou um erro? Comunique: [email protected]

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: