Torcedores estão divididos entre televisão e YouTube para assistir jogos

Mind Miners realizou pesquisa para saber a opinião dos espectadores sobre a transmissão de partidas online

Depois da transmissão via Facebook e YouTube do clássico Atlético Paranaense x Coritiba, muitas questões surgiram em relação ao comportamento dos espectadores na televisão e nas mídias digitais. Pensando em responder algumas perguntas, como ‘o que pensam os torcedores sobre a mudança do meio de transmissão? ou então ‘caso os clubes migrassem de forma permanente para a transmissão online, teriam um retorno maior? – a Mind Miners realizou uma pesquisa com torcedores de times de futebol que assistem aos jogos pela televisão.

De acordo com a pesquisa, 56% das pessoas souberam da transmissão do Atletiba pelo meio online, principal por sites especializados em esportes. Desse percentual, 31% assistiram a transmissão ao vivo, tendo 98% satisfeitos com a transmissão online.

Mesmo não tendo tido conhecimento sobre a transmissão online, depois de saberem, 82% dos torcedores ficaram com vontade de assistir ao jogo desta maneira. Quando questionadas sobre o interesse em assistir ao jogo do próprio time online, 91% afirmaram achar isso interessante.

Entre os meios em que os espectadores julgaram mais interessante assistir aos jogos online estão o YouTube (92%) e o Facebook (82%). Também foi considerado relevante assistir as partidas nos sites do próprio time (75%) e em serviços de streaming (67%), como Netflix, Amazon Video, Looke, GloboPlay, etc. Redes sociais como Instagram (17%), Twitter (14%) e Snapchat (9%), se mostraram menos relevantes.

A televisão (42%) e o YouTube (46%) dividem os entrevistados na preferência pelo canal em que desejam assistir ao jogo. O YouTube é tido pelos entrevistados como um canal de streaming de qualidade, praticidade por poder assistir em notebook ou smartphone, além da interação com outras pessoas.

Sobre os times de futebol receberem menos com a transmissão via internet do que receberiam da televisão, 19% afirmaram que se incomodam com isso e 55% disseram que têm consciência dessa mudança. Segundo os entrevistados, existem outros meios dos clubes lucrarem.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: