Zema critica governo por prejudicar produtores rurais com créditos de ICMS

O candidato do Novo ao governo de Minas, Romeu Zema, em visita à cooperativas na cidade de Machado, no Sul de Minas, criticou o atual governo de Fernando Pimentel (PT) por créditos de ICMS. Para Zema, o estado deve ao município um valor aproximado de R$ 7 milhões e essa quantia teria prejudicado a economia do município. “Isto sim é prejudicar quem trabalha, algo inadmissível. Minhas três primeiras medidas serão a simplificação da carga tributária, a revisão das alíquotas de ICMS e a repactuação da dívida do estado com a União”, afirma.

Zema argumentou que o atual governador já poderia ter feito a renegociação da dívida no início da gestão, há mais de três anos. No entanto, Fernando Pimentel teria negado a adotar medidas de austeridade pedidas pela União. Esse perfil de economia teria gerado ao estado, segundo o candidato, a condição de evitar que a cifra chegasse a um valor tão alto, como hoje.

Outro problema destacado por Zema é a dificuldade que os mineiros do interior tem enfrentado para produzir e trabalhar, sobretudo na área da segurança pública. Como muito desses trabalhos ficam em propriedades rurais e em lugares de remoto acesso, é comum situações de roubo. “Lembrando que o campo tem sido a atividade que tem mantido nosso estado de pé. Quero lembrar que a tecnologia agregaria muito ao policiamento. O estado já colocou tantos radares. Por que também não faz a coleta de trânsito nas estradas. A mesma tecnologia usada para multar poderá ser usada para mapear bandidos que estão rodando pelo estado. É falta de querer fazer aquilo que beneficia a população. E não apenas aquilo que tira dinheiro da população”, comentou.

*G.R

%d blogueiros gostam disto: