Encontro
Amirt

[Zero A Cem] Negócio com chineses vai significar desemprego para brasileiros

Por: Agência Amirt 06/09/2017 10:00

Nos próximos dez anos, governo chinês vai investir US$ 1,5 trilhão – o equivalente a R$ 4,72 trilhões – em novo plano estratégico

Hoje, voltamos a falar sobre a venda do Grupo Fiat-Chrysler e o risco de desemprego, no Brasil.

Bom, uma das preocupações do governo italiano vem tendo, desde que uma “consolidação” com outra gigante do setor foi ventilada pelo chefão da FCA, Sergio Marchionne, diz respeito ao fechamento de postos de trabalho. O problema é que a FCA é uma empresa holandesa com sede em Londres (Inglaterra) e, portanto, até uma proposta de acordo trabalhista chegar à caixa de correio londrina do grupo, seus ex-operários italianos já terão morrido de inanição. Aqui, no Brasil, a fábrica mineira de Betim fechou quase 30% de seus postos de trabalho, nos últimos anos, o que (oficialmente) foi atribuído à adequação de sua produção à queda abissal verificada nas vendas. Não há, absolutamente, o menor interesse por parte da Great Wall e de qualquer outra montadora na Fiat – apenas na Jeep.

Não é preciso ser Mãe Dináh para saber que se fosse, realmente, vendida a um grupo chinês, o mais provável é que a planta de Betim fecharia ainda mais postos de trabalho ou até mesmo as portas, já que ela tem um custo operacional muito mais alto que o da fábrica pernambucana. Os veículos que saem de suas linhas de montagem estão no final de seu ciclo de vida e/ou com um desempenho comercial muito abaixo daquilo que justificaria sua continuidade, para os chineses e, em termos qualitativos, os modelos “made in China” já alcançaram o mesmo padrão dos Fiat. Agora, é nos prepararmos para o pior.

Não há, absolutamente, o menor interesse por parte da Great Wall e de qualquer outra montadora na Fiat; apenas na Jeep

Não há, absolutamente, o menor interesse por parte da Great Wall e de qualquer outra montadora na Fiat; apenas na Jeep

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: