[Zero a Cem] Sem decolar, Renault Captur ganha transmissão Xtronic para ver se emplaca

Conjunto será combinado à motorização flexível 1.6 litro 16V, de 120 cv; preço deve partir de R$ 82 mil

O Renault Captur ficou bonito pra chuchu. Disso, ninguém discorda, mas suas vendas não decolaram e, hoje, ele disputa a lanterna entre os utilitários-esportivos (SUVs) com o 2008, da Peugeot. Antes que a fama de natimorto ponha fim, prematuramente, em sua carreira, a marca francesa se apressa para ampliar o portfólio com uma versão mais atraente, que vai combinar a motorização flexível 1.6 litros 16V, de 120 cv, e o catálogo de acabamento e conteúdo mais básico, Zen, com a transmissão automática de variação contínua (CVT).

O conjunto, denominado Xtronic, é o mesmo usado pelos primos da Nissan e, nesta configuração, o Captur deve ficar na faixa de R$ 82 mil – portanto, quase 10% mais em conta que a versão Intense, equipado com propulsor 2.0 litros 16V, de 148 cv, e a jurássica transmissão automática de quatro velocidades.

O mote do lançamento é um melhor compromisso entre desempenho, comodidade e consumo, já que o irmão mais potente e bem equipado é, também, mais gastador. Cerca de 50 quilos mais magro, o novo catálogo Zen pode até mesmo matar a atual opção de entrada, dotada do câmbio manual de cinco marchas. Por outro lado, há uma indicação de que este novo trem de força possa ser estendido à versão mais avançada da linha, Intense. Nada está descartado.

Em breve, versão Zen ganhará sistema Xtronic: Renault se apressa para ampliar portfólio do Captur
Em breve, versão Zen ganhará sistema Xtronic: Renault se apressa para ampliar portfólio do Captur

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: