[Zero A Cem] Só certificado eletrônica da nova CNH-e custa R$ 160, por ano

Mais um golpe: documento eletrônico vai obrigá-lo a gastar mais para ter o direito de exercer sua cidadania

O brasileiro é um joguete nas mãos dos políticos e eles não perdem a oportunidade de fazê-lo de gado, sempre que podem e querem. A mais nova piada de mau-gosto do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) é a Carteira Nacional de Habilitação Eletrônica, batizada de CNH-e, que começa a valer em fevereiro do ano que vem. O documento eletrônico será obtido por meio de um aplicativo que será vendido nas lojas da Apple e do Google. O processo para obtenção da CNH-e inclui a compra de um certificado digital – só aí, serão R$ 160 por ano – e sabe-se lá do que mais, já que o governo federal já se esquivou de qualquer tipo de contestação, afirmando que são os Estados que irão definir se cobrarão ou não a versão digital do documento – hoje, a multa para quem esquece a carteira é de mais de R$ 880. É óbvio que, por trás disso tudo está não só a sanha de arrecadação deste governo ilegítimo, mas uma nova modalidade de extorsão estatal, que é obrigá-lo a pagar cada vez mais caro por documentos sem os quais você não consegue exercer sua cidadania. Ou seja, depois de retirar seus direitos trabalhistas e sua aposentadoria, o governo da redenção vai cobrar caro para você ter como se identificar.

Multa para quem não tiver a nova CNH-e será de mais de R$ 880; Estados definirão obrigatoriedade
Multa para quem não tiver a nova CNH-e será de mais de R$ 880; Estados definirão obrigatoriedade

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: