[Zero a Cem] Vendas diretas impulsionam mercado, que comemora alta de 17,2%, em maio, e volta ao azul

Descontando frotistas e pessoas jurídicas, crescimento em relação a abril deixa de ser de 24,7% e fica em 18,1%, dando um parâmetro mais realista para projeções

Depois de um longo e tenebroso inverno, o mercado brasileiro de automóveis dá sinais reais de recuperação. Os emplacamentos do setor cresceram 24,7% no mês passado, sobre abril, e 17,2% sobre maio de 2016, de acordo com dados divulgados pela Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave).

A alta expressiva puxou para cima o resultado consolidado dos primeiros cinco meses deste ano e pela primeira vez, desde fevereiro de 2014, a sequência de queda foi quebrada com alta de 2,2% em relação ao mesmo intervalo, do ano passado. Apesar do resultado alentador, as vendas diretas, para pessoas jurídicas e frotistas, seguem crescendo e, hoje, já respondem por 42,1% das comercializações de carros de passeio e comerciais leves – em 2012, sua participação era de 27,3%. Apenas para o leitor ter uma ideia, se excluirmos as vendas diretas dos emplacamentos de maio, a alta em relação a abril deixa de ser de 24,7%, ficando em 18,1%, o que ainda caracteriza um ótimo resultado e nos dá um parâmetro mais realista para projeções.

Na prática, isso significa que os consumidores comuns, as pessoas físicas, estão cada vez mais distantes de um zero-quilômetro e talvez por isso a própria Fenabrave não tenha otimizado sua perspectiva para este ano.

(HOMERO GOTTARDELLO)

dia5-segundafeiramercadobrasileiro-maio1
O Chevrolet Onix, com alta de 18,2% em maio, ampliou sua liderança, enquanto o Sandero (+42,3%), da Renault, superou o Gol e agora aparece na quarta colocação geral

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: