Boletim Epidemiológico: Oliveira proíbe venda de bebidas alcoólicas e decreta fechamento do comércio

As medidas foram tomadas pelo aumento dos casos e pela lotação dos leitos de UTI 

A Prefeitura de Oliveira, no Centro-Oeste de Minas, decretou fechamento de serviços não essenciais e proibiu a venda de bebidas alcoólicas por oito dias. Isso se deve ao avanço no número de casos e à lotação dos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) destinados à Covid-19.

A medida, que impede a venda de bebidas alcoólicas em bares, restaurantes, lanchonetes, disks cervejas e afins, está valendo desde a última segunda-feira (11) e vai até a próxima terça-feira (19). O serviço delivery também é proibido.

Já o fechamento do comércio entra em vigor nesta quarta-feira (13) e segue até segunda-feira (18). De acordo com a ordem, apenas farmácias, supermercados, açougues, postos de combustíveis e demais serviços essenciais à população não serão fechados.

Dados do boletim diário mostram que Oliveira atingiu, nessa terça-feira (12), a marca de 876 casos e 11 mortes. Na cidade, 780 pacientes já se recuperaram e 85 seguem em acompanhamento. A maioria das internações é decorrente de pacientes oriundos de cidades vizinhas.

Em todo o Estado, 611.152 pessoas já testaram positivo ao novo coronavírus. Desse número, 12.894 morreram, 53.810 seguem internadas ou em isolamento domiciliar e 544.448 se recuperaram. De ontem para hoje, 8.319 casos e 144 mortes foram confirmados. Os dados são da Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG) desta quarta-feira (13).

Anexos para downloads:

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: