Itabira: conheça as propostas dos candidatos Alexandre Banana (PT) e Marco Antônio Lage (PSB)

O Portal Amirt realizou entrevistas exclusivas com dezenas de candidatos à prefeitura de cidades mineiras 

Nesta quarta-feira (21), Alexandre Banana (PT) e Marco Antônio Lage (PSB) participaram da entrevista. Os candidatos à prefeitura de Itabira, na região Central de Minas, falaram sobre economia, saúde e o setor de mineração, que é de grande importância para a cidade. Amanhã, quinta-feira (22), estaremos com Odelmo Leão (PP), Felipe Attiê (PTB) e Wallace Alves (PSOL), que disputam o pleito eleitoral de Uberlândia.

O candidato Alexandre Banana, do PT, frizou a importância da valorização do Sistema Único de Saúde (SUS). “Sou servidor público, concursado na Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG) há 34 anos. Tive a oportunidade de ser diretor da gerência regional de saúde, no período de 2015 a 2018. Então, eu sou um defensor intransigente do SUS”, explicou.

Alexandre também aproveitou para falar sobre uma das medidas a serem tomadas caso ele for eleito ainda em um momento de pandemia. “A pandemia não vai acabar por agora, a perspectiva sanitária é que surja a vacina em meados do ano que vem. Então, nós pretendemos criar um conselho municipal, com todos os setores, para debater a pandemia”, finalizou.

Marco Antônio Lage, do PSB, falou sobre suas prioridades no setor de saúde pública. “A saúde é prioridade. A oferta de remédios populares e a presença de médicos nos postos de saúde é fundamental. Nós vamos valorizar o profissional que atua sobre a saúde primária, pois quando temos uma saúde primária de excelência, nós garantimos uma melhor qualidade na secundária e terciária”, ressaltou.

Ambos os candidatos citaram a mineração. De acordo com Alexandre, os dados relacionados ao setor não chegam de forma clara para os itabiranos. “Itabira hoje é um dos poucos locais com reserva mineral e essas informações não chegam à população. Precisamos estar melhor informados em relação à isso, as pessoas merecem um retorno em relação aos royalties, por exemplo. Além disso, o dinheiro têm que chegar na população”, salientou.

Marco Antônio Lage falou um pouco sobre a crise que atinge as atividades mineradoras. “Itabira vive um drama, faltam apenas oito anos para a exaustão mineral, já anunciada pela Vale. A cidade precisa de um plano estratégico de diversificação econômica, para que daqui oito anos Itabira possa cobrir esse buraco econômico deixado pela Vale e pela diminuição da atividade mineradora”, destacou.

Assista à entrevista na íntegra:

 

Clique aqui para baixar o vídeo.

 

Anexos para downloads:

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: