Pesquisas do CPTQA aprimoram produção de queijo artesanal em Minas Gerais

O foco é a produção de queijos a partir de leite cru

Minas Gerais já é famosa pelos queijos de alta qualidade e para alavancar ainda mais o reconhecimento, a região está expandindo a produção do alimento artesanal. A iniciativa tem o apoio do Centro de Pesquisa e Treinamento em Queijos Artesanais (CPTQA), que funciona no Campo Experimental Risoleta Neves da Epamig, em São João del-Rei. 

Diversos estudos estão sendo realizados para aprimorar a produção, que tem foco no queijo feito a partir de leite cru. As pesquisas desenvolvidas no Centro têm como principais objetivos agregar valor à produção, reduzir a mão de obra e aumentar a segurança do consumidor. 

Uma das pesquisas que estão sendo desenvolvidas, com apoio da Fapemig, consiste na criação de uma embalagem ativa com permeabilidade seletiva de oxigênio e umidade, compostos que inibem a criação de fungos. Os fungos são um problema recorrente durante a maturação do produto. O estudo tem o pesquisador Junio Cesar Jacinto de Paulo como responsável. 

O Estado tem boas condições climáticas e ambiente propício para o processo de maturação do queijo. Produtos das regiões do Serro e Canastra são conhecidos por seus sabores e texturas e, outros locais, como o Campo das Vertentes, também têm investido no queijo. 

O governador do estado, Romeu Zema (Novo), assinou recentemente um decreto que regulamenta a produção e comercialização dos queijos artesanais em Minas. Essa medida vem ampliando as possibilidades de seu preparo de maior qualidade. A meta é aumentar o suporte e garantir a segurança dos produtos. 

 

 

Anexos para downloads:

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: