UFMG participa de pesquisa que visa enfrentar sofrimento moral de enfermeiros durante a pandemia

A pesquisa contará com um estudo quantitativo e um qualitativo e pretende elaborar estratégias de enfrentamento ao problema

A pandemia atingiu diretamente os profissionais de saúde que atuam na linha de frente no combate à Covid-19. O cenário incerto dos profissionais fez com a Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) lançasse uma pesquisa para conhecer a intensidade do “sofrimento moral” vivenciado por enfermeiros.

O estudo pretende, através das respostas dos profissionais em um questionário, elaborar estratégias de enfrentamento ao problema. A pesquisa envolve etapas qualitativas e quantitativas que vão contribuir para um resultado concreto.

A coordenadora do projeto na UFMG, Carolina da Silva Caram, da Escola de Enfermagem, informou que o público-alvo da pesquisa no Brasil são profissionais da região Sudeste. Segundo a professora, será conduzido um estudo de corte quantitativo, para conhecer o nível e a intensidade de sofrimento moral.

Após a etapa, será realizado um estudo qualitativo, por meio de entrevista remota, para compreender as experiências e sentimentos relacionados ao sofrimento moral. Os profissionais interessados em participar da entrevista remota podem entrar em contato no e-mail: caram.carol@gmail.com.

 

Foto: Pixabay

 

Anexos para downloads:

%d blogueiros gostam disto: