Aplicativo permite que profissionais da saúde identifiquem risco de violência doméstica

O aplicativo VCMulher possibilita identificar se a mulher é vítima ou possui risco de sofrer violência doméstica

Após oito anos de estudos na área, pesquisadoras da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) desenvolveram o aplicativo VCMulher. O objetivo do projeto é ajudar profissionais de saúde a identificar se uma mulher corre o risco de sofrer violência doméstica ou se já é uma vítima.

O aplicativo apresenta 27 questões relacionadas à vida da mulher e de possíveis padrões de violência. De acordo com as respostas, o sistema calcula a probabilidade de risco da participante ser vítima de violência doméstica.

Segundo a coordenadora do projeto e doutora em Modelos de Decisão e Saúde, Kerle Dayana Lucena, a atenção básica é porta de entrada das mulheres que são vítimas desse tipo de agressão.

O Monitor da Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher no Período de Isolamento Social, do Instituto de Segurança Pública (ISP), apontou que mais de 120 mil mulheres foram vítimas de violência doméstica em 2020. Isso significa que a cada 2 minutos uma delas foram vítima de agressão no Brasil.

O VCMulher é mais um instrumento que vai agregar no combate a esse crime e, de acordo com Kerle, ajudar a diminuir a subnotificação dos casos.

Para conhecer o aplicativo, acesse o site vcmulher.com.br.

 

Anexos para downloads:

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: