Iniciativas ambientais promovem roteiros virtuais por biomas

A realidade virtual tem oferecido experiências que por um tempo ficaram distantes durante a pandemia ou mesmo vivências únicas. Já é possível, por exemplo, caminhar por trilhas no meio da Caatinga ou da Mata Atlântica sem sair de casa, graças a recursos gráficos que projetam imagens em 3 dimensões e 360 graus.

Neste mês do meio ambiente, dois projetos desenvolvidos e apoiados pela Petrobras usa a realidade virtual na preservação e reflorestamento de biomas e oferece a oportunidade de usuários visitarem essas áreas. Os ambientes podem ser acessados não apenas por técnicos, que o utilizam como ferramenta de trabalho, mas também pela população em geral.

Entre os projetos desenvolvidos está o Caatinga 360, uma plataforma digital multimídia que possibilita ao usuário uma visita imersiva, virtual e interativa em três tipos de vegetação do Bioma na Região do Oeste Potiguar, e em dois períodos distintos, seco e chuvoso.

Outra iniciativa nesse sentido, é o projeto Guapiaçu, que oferece um tour virtual pela Reserva Ecológica de Guapiaçu, no município de Cachoeiras de Macacu, na Região Metropolitana do Rio de Janeiro. O passeio permite que os visitantes realizem trilha pela Mata Atlântica, com direito a guia especializado e diversas informações sobre fauna, flora e tudo o que faz parte deste bioma. E a sensação é de que o visitante está de fato dentro da floresta. É possível ouvir os sons da mata e de seus habitantes, principalmente os pássaros.

Frederico Machado, engenheiro ambiental do Centro de Pesquisas e Desenvolvimento da Petrobras, a plataforma foi desenvolvida, destaca que conhecer a caatinga pode ser surpreendente.

Com a plataforma também é possível acessar áreas preservadas, que tradicionalmente possuem acesso presencial dificultado e uso bastante restrito.

O projeto Caatinga 360 foi desenvolvido pela Petrobrás em parceria com a Universidade Federal Rural do Semiárido, a Fundação Guimarães Duque e a Empresa Mapeio Inovação e Tecnologia. Para fazer a visita virtual, basta acessar o site projetocaatinga.ufersa.edu.br. Já a visita à Mata Atlântica pode ser encontrada no site projetoguapiacu.com.

Por Agência Brasil.

 

Anexos para downloads:

%d blogueiros gostam disto: