Operação Café Amargo cumpre mais de 30 mandatos em Uberlândia

A operação Café Amargo investiga corrupção de agentes públicos e despachantes do Detran em Uberlândia

É realizada nesta quinta-feira (15) em Uberlândia, no Triângulo Minairo, a Operação “Café Amargo”. Conforme Polícia Cívil e Militar, a ação combate a corrupção de agentes públicos e despachantes do Departamento Estadual de Trânsito (Detran).

O nome da operação faz referência ao “cafezinho”, que é o nome dado a propina cobrada pelos suspeitos. A ação investiga corrupção passiva e ativa, associação criminosa, peculato eletrônico, falsificação de documento e ideológica.

Ao todo, são cumpridos 11 mandados de prisão temporária e 22 mandados de busca e apreensão na cidade. Quatro dos mandatos de prisão são cumpridos contra policiais civis. Já os de busca e apreensão, são cumpridos no Detran, em residências, cartório de notas e escritório de despachantes.

A apuração dos crimes ocorre há mais de um ano. Entre os investigados estão também beneficiados pelos crimes e funcionários de cartório, que fraudavam os procedimentos legais. As oitivas dos envolvidos serão iniciadas na semana que vem. Contudo, as investigações seguem em segredo de Justiça.

Leia mais:

 

operação Café Amargo

Anexos para downloads:

%d blogueiros gostam disto: