América enfrenta queda no setor ofensivo a Série B

Esse início de Série B do Brasileirão não tem sido como o América e seus torcedores esperavam, principalmente no setor ofensivo do time. Se comparada com a campanha feita no Campeonato Mineiro, a equipe sofreu uma queda expressiva na produção de gols. Em quatro jogos, foram apenas dois gols, marcados pelo lateral-esquerdo João Paulo e pelo volante Juninho.

Nessa competição, os atacantes do América não balançaram as redes ainda. Já em outros campeonatos, como o estadual e a Copa do Brasil, a linha de frente do Coelho foi responsável por 17 dos 23 gols marcados, mais de 70% de aproveitamento.

A baixa produtividade no ataque do time pode ter relação com a parada do futebol devido a pandemia da Covid-19, já que depois do retorno das atividades, o calendário esportivo ficou mais compacto, tendo jogo atrás de jogo. Isso gera desconfortos físicos e lesões mais graves.

Além disso, o América tem alguns jogadores importantes para o ataque no departamento médico. Ademir ainda não estreou na Série B por conta de uma lesão muscular na coxa esquerda, assim como o atacante Felipe Augusto. Já o artilheiro Rodolfo, se recupera de um estiramento no ligamento do joelho direito.

Mesmo com as baixas e com os desfalques, o América segue tentando se manter entre os primeiros na tabela. O próximo desafio é contra o Oeste-SP, às 19h15, na próxima sexta-feira (21), no Independência, em Belo Horizonte.

Anexos para downloads:

%d blogueiros gostam disto: