Morte de Fernanda Young por asma alerta para aumento da doença em Minas

Atriz é natural de Paraisópolis, no Sul de Minas

A morte da atriz, escritora e roteirista Fernanda Young, de 49 anos, no último domingo (25), após uma uma crise de asma seguida de parada cardíaca, trouxe um alerta para a doença em Minas Gerais.

Em apenas cinco meses, já ocorreram 3.427 internações por consequência da doença crônica, com cerca de 23 pessoas por dia buscando ajuda nos hospitais e postos de saúde de Minas Gerais.

A asma é uma infecção pulmonar que prejudica a respiração e os pulmões. A doença não tem cura, mas pode ser tratada de maneira adequada que não prejudique a vida da pessoa.

Os principais sintomas da doença são: tosse seca, chiato no peito, dificuldade para respirar, respiração rápida e curta, desconforto torácico e ansiedade. Além disso, existem os fatores que agravam as crises de asma, como alterações climáticas, poeira, mofo, pelo de animais, infecções respiratórias e fumaça de cigarro são algumas dessas condições.

O tratamento da doença acontece de forma constante e quase que durante toda a vida. É muito importante manter sempre a medicação em dia e qualquer irregularidade pode complicar bastante a saúde do paciente.

Anexos para downloads:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: