Aluna acusa professor de promover palavras de baixo calão e assédio

O Campeonato Regional continua paralisado e os jogos de volta das semifinais ficarão para o dia 24. Mais um adiamento provocado por falta de condições de Estádios. Os jogos de ida foram disputados no último dia três.

No último sábado (10) a rodada não foi realizada, pelos problemas com os campos de Arapuá e Tiros. O Ouro Verde mandaria seu jogo de volta, da fase semifinal, contra o Paranaíba, no Estádio “Antonio Albino de Moura”, em Arapuá. Porém, houve uma denúncia anônima e o Corpo de Bombeiros, ao fazer uma vistoria, acabou interditando o local para a prática do futebol. Esse fato ocorreu na última quarta-feira.

A diretoria do Ouro Verde, na impossibilidade de jogar em casa, conseguiu o Estádio “Marcondes Gontijo de Melo”, para que fosse palco da partida diante do Galinho Carmense. Ocorre que, outra denúncia foi feita e as autoridades interditaram também o “Marcondão”, impossibilitando a realização da partida, às vésperas do jogo.

A Liga Patense de Desportos, diante dos fatos, resolveu adiar não só o confronto entre Ouro Verde e Paranaíba, mas também o duelo entre Niteroi e Tirense, que seria realizado no campo do Boca Júnior, em Carmo do Paranaíba.

O Presidente Cássio Luiz Ribeiro Duarte, da LPD, informou que os jogos voltam no dia 24, assegurando para os dias 1º e 8 de dezembro, as datas para as finais.

Esse é, seguramente, o Campeonato Regional mais complicado de toda a história da competição. Já houve adiamento de rodada na primeira fase, com 21 dias de paralisação e outras alterações devido à falta de condições dos Estádios, problemas enfrentados pelo Paranaíba, Bela Vista e Niteroi (de Carmo do Paranaíba), Sparta de São Gotardo e, agora, com Ouro Verde de Arapuá e Tirense, de Tiros.

Outros problemas aconteceram como perda de pontos para o Niterói, pela não-realização da partida contra o Paranaíba, multa para o Galinho Carmense, pelos incidentes no jogo contra o Ouro Verde, suspensão do presidente do Tirense por 180 dias, também por tumultos verificados e perda de mando de campo que, se chegar à final, não poderia jogar em seu Estádio.

Postado originalmente por: Clube Notícia – Patos de Minas

6 comentários em “Aluna acusa professor de promover palavras de baixo calão e assédio

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: