Natal sem churrasco? Preço da carne bovina explode em Patos de Minas; entenda os motivos

–>

Natal sem churrasco? Preço da carne bovina explode em Patos de Minas; entenda os motivos

Sabe aquela picanha maturada, suculenta, uma delicia e de dar água na boca? Pois é, ela esta literalmente mais salgada. È que o preço da carne bovina esta mais caro. Em média nos açougues de Patos de Minas, o aumento médio ultrapassa os 40% no preço das carnes em geral. Mas o que esta acontecendo para o valor do quilo estar subindo tanto? A reportagem da Rádio Clube98 ouviu especialistas, para entender melhor o que esta acontecendo no mercado.

Alisson André, comerciante de carnes na cidade, conta que depois do aumento nos preços da carne bovina, a procura por outras carnes como de frango de suína cresceu. “Esta cada vez mais difícil encontrar boi gordo para abate”, conta. O comerciante também reclama do alto custo já que animais são na maioria abatidos em outras cidades como São Gotardo, Uberlândia e Patrocínio. O preço da carne começou a subir nos últimos 40 dias.  O contra filé por exemplo estava sendo vendido em média a R$ 25,90 o quilo, hoje esta a R$ 35,00, já a carne de segunda de R$ 17,50 subiu para R$23,00 o quilo.

Para o analista e operador do mercado financeiro, Roni Brito, um dos principais motivos da alta foi à liberação de algumas plantas frigorificas para exportação do produto para a China. Outro fator é o dólar em alta que também incentiva as exportações onde se consegue uma melhor remuneração do produto. “Com isso, a arroba do boi tem alcançado valores recordes”, afirma.

Essa oscilação no preço das carnes traz impactos também para bares e restaurantes. De acordo com o Presidente do Sindicato da categoria em Patos de Minas Breno Palhares, os estabelecimentos que não conseguem adaptar os seus cardápios serão obrigados a repassar o preço para o consumidor. “Esta difícil encontrar produto com preço acessível”, diz.

A reportagem também ouviu o gerente do leilão do Sindicato Rural , José Ferreira “Coelho” , que disse que esse momento é hora onde o pecuarista esta repondo animais e a procura tem surpreendido no leilão. A oferta tem sido principalmente de bezerros. Com o aumento no valor da arroba de boi, o preço dos animais também tem subido. Coelho ainda ressalta que mesmo com as chuvas dos últimos dias, as pastagens ainda não se recuperaram e com isso há pouco oferta de boi gordo. “Houve abate de matrizes e a oferta de boi gordo vem caindo. Além disso mercado do boi ficou com preços parados por muito tempo. Se por um lado é ruim para o consumidor, por outro, o pecuarista vem recuperando perdas com a arroba do boi gordo batendo a casa dos R$200,00”, concluiu.

Por: redação Clube Notícia.

 

Postado originalmente por: Clube Notícia – Patos de Minas

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: