Vereador quer tornar obrigatória presença de interprete de Libras nas agências bancárias de Patos de Minas

 

 

Regis Ricardo Boaventura Marques de Araújo, acusado de matar os desafetos, Admilson Lopes Vidal e Hugo Rodrigues, foi a julgamento na tarde desta terça-feira (26-03), no salão do Tribunal de Júri do Fórum Olimpio Borges. O crime aconteceu no dia 21 de maio de 2018, na Avenida José Soares de Araújo, Bairro Califórnia.

De acordo com o Ministério Público, o réu agiu por motivo torpe, em razão de desentendimento por conta de tráfico de drogas e outras crimes. O inquérito levou em conta a ação de Regis, que, segundo o documento, disparou contra os desafetos, diversas vezes. Para a acusação, os disparos atingiram regiões vitais. Por isso, ação é caracteriza como torpe.

Em entrevista para a equipe da Rádio Clube 98, o advogado de defesa do réu, Tadeu Henrique, explicou que a decisão do júri corrobora com a tese da defesa, que afirmou, durante o processo, que não havia provas suficientes para condenação. “O inquérito não nos deu a certeza, nem a certeza aos jurados, de que pudesse haver qualquer tipo de condenação”, disse. No entanto, o acusado foi condenado por lesão corporal. “Os outros dois envolvidos já havia sido absolvidos, antes mesmo dos julgamentos. Por isso ele foi condenado apenas por lesão corporal”, explicou. Regis ficará, inicialmente, em regime semi-aberto.

Postado originalmente por: Clube Notícia – Patos de Minas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: