Anuncie
Vale do Aço

Obras na Aperam vão contratar até 73% de mão de obra local, diz deputado

Por: Diário do Aço 17/11/2017 15:32
Divulgação

Empresa entra em fase de reformas e estimativa é de duas mil contratações neste fim de ano

Uma reunião entre representantes do Departamento de Recursos Humanos da APERAM, do Sindicato dos Metalúrgicos de Timóteo e Coronel Fabriciano (Metasita) do Legislativo (Adriano Alvarenga) e Executivo, além do deputado estadual Celinho do Sinttrocel (PCdoB) tratou da reivindicação da prioridade na contratação de trabalhadores locais para atuar na parada preventiva que a empresa faz neste fim de ano. Houve uma reação de trabalhadores locais, que alegando o índice atual de desemprego na região, pediram a mediação dos poderes constituídos, no sentido de evitar a contratação de mão de obra de outras regiões e até de outros estados.

No encontro desta semana foi firmado um compromisso para que as empresas terceirizadas para as obras no alto forno da Aperam contratem até 73% de mão-de-obra local e da região do Vale do Aço.

O deputado Celinho informou que o número de trabalhadores a serem contratados será de dois mil. Já foram preenchidas 398 vagas e, em dezembro, chegará à totalidade das contratações.

Celinho informa ainda que das empresas contratadas para a preventiva, 50% estão instaladas na região. A Aperam contratou para a obra empresas como Conenge, Grupo Paul Wurth, TMI, Magnesita, Icem, Marco Engenharia, Meic, Epron e Reframax entre outras, algumas com muita especialização para o serviço demandado pela siderúrgica.

O parlamentar acrescenta que, das empresas, apenas cinco terão quadro de funcionários acima de 100. Ele lembra que o serviço é temporário e será concluído em fevereiro de 2018. Além disso, as obras irão gerar além dos postos de trabalho direto, haverá contratações indiretas como serviços de alimentação, limpeza e etc.

Celinho do Sinttrocel, Adriano Alvarenga, Carlos Vasconcelos e Antonio Marcos

O deputado Celinho considerou positivo o resultado da reunião que atende, em parte, a expectativa dos trabalhadores metalúrgicos da cidade, que vive um quadro de desemprego grande, diante da grave crise internacional que atingiu o setor siderúrgico em sua totalidade.

“Queremos avançar neste índice, mas aí o assunto deverá ser tratado com cada empresa e este é outro aspecto positivo da reunião, pois realizaremos encontros com todas as empresas para sensibilizá-las para problema social advindo da falta de empregos na cidade, estimulando a contratação de mão de obra local e regional”, conta Celinho.

O deputado esclarece ainda que seu mandato encaminhou ofício à direção da Aperam alertando sobre o assunto e solicitando alinhamento com as demandas sociais da região do Vale do Aço. Participaram da reunião, o presidente da Câmara Municipal, Adriano Alvarenga, o presidente do Metasita, Antônio Marcos Martins e o vice-prefeito de Timóteo, Carlos Vasconcelos.



Encontrou um erro? Comunique: falecomoeditor@diariodoaco.com.br