Encontro
Vale do Aço

População de Antônio Dias opina sobre instabilidade política

Por: Diário do Aço 10/09/2017 12:32
Wôlmer Ezequiel

Praça Ana Angélica é um dos pontos de lazer em Antônio Dias

Desde janeiro deste ano, o município de Antônio Dias é governado pelo prefeito interino, Benedito de Assis Lima (PSDB), que foi eleito como vereador pela população, em 2016, e depois escolhido para presidir a Câmara. O candidato mais votado para prefeito, Robson Marques Fraga, o Lila (PROS), teve o registro indeferido pela Justiça Eleitoral e foi impedido de tomar posse. De lá para cá, o prefeito interino e o presidente da Câmara, Élcio de Almeida Ataíde (PMDB), uniram forças para manter a máquina pública em funcionamento, em meio às incertezas em torno da decisão do Tribunal Superior Eleitoral sobre o futuro político do município. Se o TSE confirmar o indeferimento do registro do mais votado, serão convocadas novas eleições. Entretanto, se o órgão restabelecer a condição do candidato do PROS, Lila toma posse. Em Antônio Dias, o que pensa a população? A reportagem do Diário do Aço foi lá para fazer essa pergunta às pessoas nas ruas.

Júnior César de Oliveira, 38 anos, técnico mecânico: Eu morei aqui durante muitos anos e considero uma boa cidade. Para mim, Antônio Dias mudou demais em relação ao que era antes. O atual prefeito, Ditinho, também tem mudado a cidade e para mim está ótimo. Eu só acho que está faltando melhorar um pouco a segurança pública, diante de muita coisa que tem acontecido por aqui.
Maria Luiza Silva, 19 anos, estudante: Hoje estamos com um prefeito temporário devido às coisas que aconteceram nas eleições, mas, parcialmente, ele está sendo um excelente prefeito, fazendo as coisas direitinho. Entretanto, atinge muito a população pelo fato de ele não ser um prefeito fixo, porque muitas pessoas ficaram sem ter o que havia sido prometido no período das eleições. E a gente tem muita coisa que precisa melhorar na saúde.

Joaquim Maria Lima, 64 anos, aposentado: O prefeito que nós temos hoje é um prefeito provisório, que é o presidente da Câmara, e a avaliação do mandato dele durante esse tempo é boa. Dentro das suas limitações, tem feito um bom trabalho. Agora, dentro dessa situação política, nós estamos esperando que a justiça dê uma resposta mais rápida porque Antônio Dias precisa sair desse impasse. Além disso, aqui na cidade falta dinheiro para tudo, educação, saúde e etc.
Luana Magalhães, 28 anos, profissional de educação física: A cidade está horrível. O posto de saúde não tem remédio e prefeito fixo não tem, e acaba que nada se resolve aqui. O prefeito que ganhou não foi empossado e o atual está tapando buraco achando que vai ganhar eleição depois. Minha mãe, por exemplo, está esperando por uma cirurgia há mais de um ano. Se tivesse um prefeito fixo, ela já teria conseguido isso.



Postado originalmente por: Diário do Aço

Veja também
WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: