Encontro
Vale do Aço

Sinttrocel tem eleição remarcada pela Justiça

Por: Diário do Aço 28/11/2017 17:32
Divulgação

Justiça determinou a eleição do Sinttrocel para o período de 6 a 8 de dezembro

Após a conciliação entre as chapas, o pleito eleitoral do Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários de Coronel Fabriciano (Sinttrocel) foi remarcado para a próxima semana. O sindicato informou ao Diário do Aço que o processo de votação será entre os dias 6 (quarta-feira) e 8 (sexta-feira) de dezembro.

A eleição sindical conta com duas concorrentes, a Chapa 1, encabeçada pelo atual presidente do Sinttrocel, Marlúcio Negro da Silva e a Chapa 2, liderada por Wellington Gonçalves de Almeida.

Desta vez, a eleição do Sinttrocel conta com 13 urnas simples: uma delas ficará fixa na sede do sindicato, em Coronel Fabriciano, e as outras 12 serão itinerantes, segundo o presidente da Comissão Eleitoral, Valfrido Rodrigues.

“A nossa base sindical abrange mais ou menos 20 municípios. Em eleições passadas, tivemos problemas ao utilizar apenas quatro urnas. Portanto, para dar oportunidade do voto a mais trabalhadores e, também, garantirmos o quórum para a validação da eleição, iremos disponibilizar mais urnas. Estas urnas circularão em pontos estratégicos para a coleta dos votos”, destaca Valfrido.

Além das garagens das empresas de transportes e terminais rodoviários, as urnas também estarão disponíveis nas portas das grandes indústrias da região para os trabalhadores do transporte que atuam nestes locais. O horário de votação para os três dias é de 7h30 às 19h30.

Apuração

O dirigente também informou ao Diário do Aço que a apuração da votação será realizada logo após o término da votação, no dia 8, às 19h30, na sede do Sinttrocel, no Centro de Coronel Fabriciano. Valfrido salientou que, com a utilização de um maior número de urnas, a contagem de votos deve ser concluída por volta das 22h30.
A contagem será feita pelo presidente da mesa acompanhado de dois mesários. Os fiscais para acompanhar as urnas durante os três dias de votação e a apuração do resultado são de total responsabilidade de cada chapa.

Disputa

No início do mês, foi publicada a decisão do juiz da 3ª Vara do Trabalho de Coronel Fabriciano, Matheus Martins de Mattos, de suspender o pleito que estava previsto para os dias 6, 7 e 8 de novembro, devido ação movida pela Chapa 2.

A Chapa 2 reclamou à Justiça de alguns procedimentos realizados pelo sindicato nas primeiras etapas do processo eleitoral, o que culminou na suspensão e adiamento da votação. Superado o desentendimento, a disputa segue dentro do esperando, segundo o presidente da Comissão Eleitoral.

“O processo está tranquilo e deve permanecer assim. Estamos promovendo reuniões semanais com representantes das duas chapas e o diálogo está bom. O mais importante, neste momento, é a participação do trabalhador do transporte, dar o voto e valorizar aqueles que compõem as chapas e que virão a representar a categoria nas negociações trabalhistas”, pontua Valfrido.



Encontrou um erro? Comunique: falecomoeditor@diariodoaco.com.br