Boletim Epidemiológico aponta mais de 60 mil casos prováveis de dengue em Minas

De acordo com o último boletim divulgado pelo Ministério da Saúde (MS), o Brasil já apresenta mais de 220 mil casos de dengue neste ano. Os dados apontam que os casos de dengue no país passaram de 62,9 mil nas primeiras 11 semanas de 2018 para 229.064 no mesmo período deste ano (até 16 de março). Com isso, o MS pede que o sistema de vigilância de estados e municípios e toda a população reforcem os cuidados para combater o Aedes aegypti, mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya.

O alerta do Ministério da Saúde aponta aumento de 264,1% dos casos de dengue no país em 2019. Os óbitos pela doença também aumentaram 67%, entre 30 de dezembro e 16 de março de 2019, em comparação ao mesmo período de 2018.

Alguns estados estão em situação mais preocupante, por apresentarem alta incidência da doença, ou seja, estão com a incidência maior que 100 casos por 100 mil habitantes. De acordo com a lista divulgada pelo Ministério da Saúde os estados são: Tocantins (602,9 casos/100 mil hab.), Acre (422,8 casos/100 mil hab.), Mato Grosso do Sul (368,1 casos/100 mil hab.), Goiás (355,4 casos/100 mil hab.), Minas Gerais (261,2 casos/100 mil hab.), Espírito Santo (222,5 casos/100 mil hab.) e Distrito Federal (116,5 casos/100 mil hab.). A região Sudeste apresentou o maior número de casos prováveis (149.804 casos; 65,4 %) em relação ao total do país. Em seguida estão as regiões Centro-Oeste (40.336 casos; 17,6 %); Norte (15.183 casos; 6,6 %); Nordeste (17.137 casos; 7,5 %); e Sul (6.604 casos; 2,9 %). As regiões Centro-Oeste e Sudeste apresentam as maiores taxas de incidência, com 250,8 casos/100 mil hab. e 170,8 casos/100 mil hab., respectivamente.

Os dados do Boletim Epidemiológico do Ministério da Saúde ainda apontam Minas Gerais com aumento de 734% nos casos de dengue, estando entre os estados com maior incidência do país. Segundo a Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG),em 2019, até o momento, Minas Gerais registrou 66.629 casos prováveis (casos confirmados + suspeitos) de dengue. Ainda segundo as informações, até o momento, foram confirmados seis óbitos por dengue nos municípios de Arcos, Betim, Passos, Uberlândia e dois em Unaí. No total, são 27 óbitos em investigação para dengue.  A SES ressalta que os óbitos em questão foram notificados ao longo de 2019 e não são, necessariamente, óbitos recentes.

Com relação à Febre Chikungunya, foram 869 casos prováveis da doença registrados no Estado. Não houve registro de óbitos suspeitos da doença até o momento este ano. Já em relação à Zika, foram registrados 262 casos prováveis da doença em 2019. Os dados atualizados do Boletim Epidemiológico foram divulgados pela SES-MG na segunda-feira, 25.

Postado originalmente por: Diario Regional – Juiz de Fora

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: