Comércio em Juiz de Fora deve abrir cerca de 900 vagas de emprego temporário no fim do ano

O Sindicato do Comércio de Juiz de Fora (Sindicomércio-JF) prevê que o número de pessoas contratadas para as vendas de fim de ano ficará entre 800 e 900. O levantamento representa a oportunidade de vagas temporárias que serão abertas para atender a demanda no comércio, que aumenta em razão das festividades do Natal e do Ano Novo, mas também pode significar para algumas pessoas a possibilidade de contratação definitiva.

O presidente do Sindicomércio-JF, Emerson Beloti, afirma que as informações preliminares são consideradas conservadoras e que a previsão é “baseada no histórico de efetivos no comércio ao longo do último ano”.

Em razão do número de oportunidades que aparecem nessa época, o período se torna favorável para quem busca se recolocar no mercado ou quem procura renda extra. Pensando nisso, a coordenadora do Departamento de Recursos Humanos do Sindicomércio-JF, Juliana Freesz, dá algumas dicas.

Segundo ela, o primeiro passo é manter o currículo atualizado. Além disso, ele deve ser pequeno e direcionado ao objetivo do candidato. “Quanto maior o currículo for, menor será a probabilidade de o recrutador lê-lo. Devido ao grande volume que ele recebe, são priorizados os mais objetivos, que contém informações básicas, como dados pessoais, formação acadêmica, histórico profissional e alguns cursos que o candidato considere ser relevante. É muito importante que o documento tenha esses dados”, afirma.

Outro ponto importante é estar preparado para a entrevista de emprego. “O candidato deve ser objetivo, responder as perguntas com clareza e evitar respostas vagas que não mostrem as suas qualidades, competências ou comportamentos do dia a dia. Conhecer a empresa também conta. Mostrar que sabe os objetivos dela e pesquisar sobre ela ajuda, pois algumas perguntas são direcionadas para que a pessoa possa demonstrar interesse no futuro local de trabalho. Durante a entrevista, o ideal é não falar mal dos empregos anteriores, dos patrões e colegas de trabalho”, reforça Juliana.

Mesmo que por pouco tempo, o contrato temporário é a chance de conquistar um lugar na equipe da empresa. “O mercado está competitivo, está com dificuldade em preencher as vagas, quer sejam elas temporárias ou definitivas. Em alguns casos, ocorrem em função muito do comportamento das pessoas na entrevista de emprego. Mas quando você tem a oportunidade de trabalhar, mesmo em situação temporária, a probabilidade de contratação é grande. Por isso, o candidato deve demonstrar proatividade, comprometimento, as competências básicas para aumentar as chances”, lembra a coordenadora.

Ter boa postura é o grande diferencial que o proprietário do Armarinho Domith avalia na hora de contratar. Segundo Luís Felipe Domith, ser educado e comprometido eleva as chances do candidato. “Aqui, comercializamos brinquedos e a época do fim de ano é o melhor período para nós. Geralmente, a gente contrata cerca de quatro pessoas em regime temporário e mesmo com a dificuldade em aumentar o efetivo por conta do aumento de gastos, já tivemos casos de funcionários que vieram para trabalhar somente dois meses e ficaram conosco”, disse.

Postado originalmente por: Diario Regional – Juiz de Fora

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: