Dia Mundial do Doador de Sangue reforça importância de captação de voluntários

No dia 14 deste mês, é comemorado a Dia Mundial do Doador de Sangue. Devido aos feriados e, principalmente, à proximidade do inverno, com baixa nas temperaturas, o número de doadores de sangue diminuiu consideravelmente no Hemominas de Juiz de Fora. O Hemocentro está pedindo ajuda da população para regularizar o estoque e atender os mais de 50 hospitais das 27 cidades da região.

Conforme Rosani Martins, integrante da equipe de Captação de Doadores do Hemominas, os principais tipos sanguíneos que estão em falta são: O+, O- e A-. “Todas as questões internas interferem no comparecimento do doador. Vimos que no fim de semana, houve uma queda de temperatura, o que é suficiente para que as pessoas contraíssem resfriados e doenças respiratórias. Além disso, o feriado prolongado é outro fator que impacta, já que as pessoas viajaram e não têm como contribuir. Obviamente que existe a contrapartida, onde as pessoas que estão vindo passear na cidade, acabam ajudando”, explicou.

Ainda segundo Rosani, é importante que as pessoas de todos os grupos não deixem de doar sangue, pois cada paciente deve receber seu tipo sanguíneo. “As pessoas costumam achar que o tipo sanguíneo O-, é universal e que pode salvar a vida de todo mundo, no entanto, não é bem assim. Somente em último caso podemos usar O- negativo, pois se utilizarmos ele toda hora, quando um paciente precisar não terá para ele. É a mesma coisa para os portadores do O+, sangue de maior incidência da população, as pessoas pensam que todo muito tem, porém, estão cometendo grande equívoco. Quanto maior incidência, maior também a demanda. Por isso, precisamos de todos os tipos sanguíneos”, reforçou.

Para se tornar doador, o voluntário precisa ter mais que 50Kg, não ter contraído hepatite após os 11 anos de idade, apresentar documento de identidade com foto, além de passar por avaliação médica. A faixa etária é de 16 a 69 anos, sendo que entre 16 e 18, o doador deverá estar acompanhado de um responsável ou ter autorização oficial. Entre 60 e 69 anos, somente a pessoa que já tiver doado anteriormente pode doar.

CAMPANHA

Para tentar captar novos doadores, o Hemocentro de Juiz de Fora está realizando uma campanha. Nesta quarta-feira 14, a partir das 9h, o coral da Ascomcer se apresenta no local.

Além disso, os doadores irão receber uma lembrança referente à causa. No próximo dia 25, às 9h30, a equipe promoverá a terceira Caminhada pela Vida no Museu Mariano Procópio.

Postado originalmente por: Diario Regional – Juiz de Fora

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: