Fieis celebram Santo Antônio

Seu nome de batismo é Fernando de Bulhões, mas ele ficou registrado na história como Santo Antônio. E para celebrar a vida e obra do mais popular dos santos, a igreja católica promove, tradicionalmente, a festa em honra ao seu padroeiro. As festividades, que tiveram início na última semana, seguem até terça-feira, 13, data na qual se comemora o “Dia de Santo Antônio”. Na programação há missa, novena, terço mariano, almoço beneficente e barraquinhas. As atividades acontecem no Seminário Arquidiocesano Santo Antônio (Avenida Barão do Rio Branco, 4516).

Neste domingo, 11, o arcebispo emérito de Sorocaba, o juiz-forano Dom Eduardo Benes de Sales Rodrigues, presidirá a missa dos amigos e colaboradores do Seminário Santo Antônio, às 10h. Logo após a celebração, será realizado o tradicional Almoço Beneficente do Seminário. O valor é de R$15 por pessoa. Ainda no domingo haverá funcionamento de barraquinhas e sorteio de prêmios.

No Dia de Santo Antônio, 13, haverá duas missas na capela do Seminário: às 15h e às 18h, sendo a última presidida pelo arcebispo metropolitano, Dom Gil Antônio Moreira. Em ambas as celebrações, haverá bênção e distribuição dos tradicionais pães de Santo Antônio. Neste dia, também haverá funcionamento de barraquinhas a partir das 16h.

A devoção dos juiz-foranos a Santo Antônio remonta aos tempos em que a cidade era apenas uma vila, bem antes de sua emancipação política. “A igreja celebra Santo Antônio porque ele foi um grande pregador do evangelho e catedrático. Era um homem que, na sua simplicidade, vivia os valores do evangelho”, avalia o padre e vice-reitor do Seminário, Tarcísio Marcelino Ferreira Monay, enfatizando que o santo também é padroeiro da Arquidiocese de Juiz de Fora, da Catedral Metropolitana e do Seminário Arquidiocesano.

SOBRE SANTO ANTÔNIO

Nascido em 1195, em Lisboa, numa família nobre e rica, Fernando de Bulhões foi educado em Coimbra e tornou-se membro da Ordem de Santo Agostinho, sendo ordenado sacerdote aos 25 anos. Em 1920, ele entrou para a Ordem dos Franciscanos, época na qual adotou o nome de Antônio, e partiu para o Marrocos. Posteriormente, na Itália, lecionou teologia para frades e pregou o evangelho por vilas e cidades, atendendo aos mais necessitados. Antônio morreu em 13 de julho de 1231, aos 36 anos, nos arredores da cidade de Pádua, no país europeu. Ele foi canonizado no ano seguinte pelo papa Gregório IX.

 

CONFIRA A PROGRAMAÇÃO:

Domingo | 11 de junho

– 10h | Missa dos Amigos e colaboradores do Seminário Arquidiocesano Santo Antônio, presidida por Dom Eduardo Benes de Sales Rodrigues, Arcebispo Emérito da Arquidiocese de Sorocaba

– 11h30 às 13h30 | Tradicional Almoço Beneficente
*Cardápio: Arroz com passas ou arroz branco, farofa, salpicão, pernil e feijão.
*Valor do convite: R$15.

– 14h | Funcionamento de Barraquinhas e Sorteio de Prêmios
*Valor da cartela: R$ 10 (10 rodadas e rodada extra).

– 17h30 | Terço Mariano

– 18h | Santa Missa e Novena na Capela do Seminário

Segunda-feira | 12 de junho

– 19h | Terço Mariano

– 19h30 | Santa Missa e Novena na Capela do Seminário

Terça-feira, dia de Santo Antônio | 13 de junho

– 15h | Primeira Missa Festiva de Santo Antônio com benção e distribuição de pães

– 16h | Funcionamento de barraquinhas

– 18h | Missa Festiva de Santo Antônio com benção e distribuição de pães, presidida por Dom Gil Antônio Moreira, Arcebispo Metropolitano de Juiz de Fora.

Postado originalmente por: Diario Regional – Juiz de Fora

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: