Força-tarefa identifica autores de sequestro e roubo à empresa Brink’s

Após pouco mais de uma semana de investigações, uma força-tarefa formada pelos delegados Rogério Couto de Magalhães Woyame, Sheila Oliveira e Armando Avólio Neto, além de vários investigadores do 4º Departamento da Polícia Civil, em Juiz de Fora, identificaram três homens suspeitos de terem roubado a empresa de segurança e transporte Brink’s, localizada no bairro Cerâmica, zona Norte, no dia 2 de junho.

De acordo com as informações divulgadas pela delegada regional Patrícia Ribeiro, o homem que chefiou a ação, de 35 anos, é natural de Ponte Nova, cidade que fica a 216 km de Juiz de Fora. Outro suspeito, que foi responsável por sequestrar e manter refém o filho do gerente da empresa tem 28 anos, é natural de Diadema e estava residindo em Belo Horizonte. O terceiro homem, cadeirante, cuja idade não foi divulgada, é morador de Juiz de Fora e já estava sendo procurado pela Polícia. Ele foi preso no mesmo dia em que ocorreu o crime.

Os dois homens foram pegos em Contagem, região metropolitana de Belo Horizonte, na sexta-feira, 9, enquanto colocavam várias malas em uma caminhonete Fiat Strada Trek, com placa de Belo Horizonte. Segundo a Polícia Civil, a operação que resultou na prisão dos suspeitos foi uma ação conjunta desenvolvida pelo Departamento Estadual de Investigações Criminais de São Paulo, da 5ª Delegacia Especializada em Repressão ao Crime Organizado (Deroc) e da Divisão Especializada de Operações Especiais de Minas Gerais.

“Chegamos à conclusão de que essas pessoas já pertenciam a uma quadrilha especializada neste tipo de crime, o que possibilitou as prisões em Belo Horizonte”, destacou a delegada regional.

Com os suspeitos, foram localizados quantias em dinheiro de diversos países, que não foram contabilizadas, materiais da empresa, e diversos objetos comumente usados em arrombamentos, como pés de cabra, maçarico e objetos cortantes. Além desses materiais, também foi encontrado armamento pesado com modelos de uso restrito, entre os quais estavam duas pistolas 9 mm e uma ponto 40, um fuzil calibre 5,56mm, duas submetralhadoras ponto 40, além de carregadores e 166 munições.

Todo o produto encontrado foi apreendido e, além deles, três veículos: o Fiat Strada em que os suspeitos guardavam o material no momento em que foram abordados, um Fiat Palio Weekend, de Belo Horizonte e um Honda Fit, com placa de Sabará.

INVESTIGAÇÕES APONTAM QUE SUSPEITOS TERIAM INFORMAÇÕES PRIVILEGIADAS

Segundo a delegada Sheila Oliveira, a PC acredita em um planejamento e informações sobre empresa por parte dos autores. “Eu acredito que a forma como foi feita a ação, sem nenhuma troca de tiros, sem erros aparentes, quer dizer que houve informação privilegiada. Estamos seguindo essa linha de investigação”, destacou Sheila. “Nós sabemos que a maioria dos presos não são de Juiz de Fora. Acreditamos que eles não viriam praticar esse tipo de crime sem saber de toda a movimentação da empresa e ter acesso à informações privilegiadas”, explicou a delegada.

A polícia trabalha com a hipótese de que também existiriam autores de Juiz de Fora. “Um dos veículos usados ativamente no crime foi incendiado na zona rural de Juiz de Fora. Isso quer dizer que pessoas daqui estão tentando eliminar provas”, defendeu.

O CASO

Assaltantes roubaram e sequestraram funcionários da empresa Brink’s, que faz transporte de valores e segurança, durante a manhã da última sexta-feira, 2. O grupo rendeu os funcionários e o gerente da empresa em casa, mantiveram os seus familiares reféns e em seguida, seguiram para empresa, onde roubaram o que encontraram.

Os autores utilizaram três veículos na ação, um Fiat Uno, um Jetta que havia sido roubado, e uma caminhonete S10. Um dos carros usados seria roubado do próprio gerente da empresa. “Dois veículos que foram utilizados no crime estavam em um galpão em um bairro da zona norte. Um terceiro veículo foi localizado também pela PM”, destacou a Delegada Patrícia Ribeiro.

Segundo as investigações da Polícia Militar e Civil, o grupo também agia em Belo Horizonte, onde está a sede da empresa. “Tivemos uma troca de informações com a delegacia especializada de Belo Horizonte, eles localizaram duas pessoas na sexta-feira, que também participaram do crime na cidade”, informou Patrícia.

Postado originalmente por: Diario Regional – Juiz de Fora

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: