Iniciativas de estudantes da UFJF auxiliam a população de GV durante a pandemia da Covid-19

Em decorrência da pandemia pelo novo coronavírus, as atividades acadêmicas dos dois campi da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) estão paralisadas. Porém, mesmo durante o período de distanciamento social imposto pela doença, estudantes de vários cursos do campus Governador Valadares desenvolvem ações de assistência à população da cidade. Na última semana, integrantes do comitê local da Federação Internacional de Associações de Estudantes de Medicina (IFMSA) entregaram doações de produtos de higiene pessoal, álcool gel e jogos como baralho e dominó a moradores em situação de rua da cidade.

Segundo a discente Isadora Moura, que integra o comitê de GV, a iniciativa foi do projeto Hearts for the homeless (em tradução literal, corações para os sem-teto), em uma parceria com a Univale. O grupo é composto por 32 voluntários, e promove ações como aferição de pressão arterial, identificação de fator de risco cardiovascular, além de acompanhamento em saúde para moradores em situação de rua. “Estávamos procurando alguma ação que pudesse ser feita a distância, então entramos em contato com as instituições e vimos que elas estavam precisando de produtos de higiene pessoal e alimentos”, explica.

O grupo, então, criou uma campanha online de arrecadação de dinheiro, e, com o valor, comprou produtos de higiene e brinquedos para ‘passar o tempo’ durante o período em que as pessoas ficarem nas instituições. “Doamos pipoca e suco para sessões de cinema, além de jogos como baralho e dominó”. As doações foram entregues em abril e na primeira semana de maio, para três instituições da cidade: Abrigo Noturno, Consultório na Rua e Centro Pop.

Ações de atenção e cuidado voltadas às pessoas com deficiência

Com o objetivo de compartilhar informações sobre o novo coronavírus de forma inclusiva, os integrantes do projeto ‘Acessibilidade do outro, dever de todos’, têm divulgado orientações específicas às pessoas com deficiência nas redes sociais. De acordo com a discente Alaine Terezinha de Oliveira, nem sempre é possível que essas pessoas cumpram as medidas de isolamento, pois precisam de cuidadores para realizar tarefas diárias. Além disso, existem pessoas com deficiência que se enquadram nos grupos de risco para a Covid-19, “exemplo disso são alguns tetraplégicos, que por terem uma lesão medular alta, acabam tendo comprometimento dos pulmões”.

A estudante do curso de Farmácia destaca que, para se proteger e reivindicar direitos, o indivíduo precisa ter informações adequadas e claras. “Porém, o maior problema para pessoas com deficiência é que as informações não chegam de forma acessível, e algumas vezes nem chegam”, comentou.

As postagens do projeto abordam tópicos como medidas de prevenção que devem ser tomadas por cuidadores e os direitos das pessoas com deficiência no acesso a serviços e locais públicos. O conteúdo é baseado nas recomendações da Organização das Nações Unidas e da Aliança Internacional da Deficiência. “Além disso, o Libras Online está publicando vídeos com palavras e expressões voltadas para o cenário atual da pandemia, todas as terças e quintas, às 12h”, acrescentou Alaine. Todo o material está disponível no Instagram do projeto; acesse: @acessibilidade_ufjfgv

Assessoria na solicitação do auxílio emergencial

Os Núcleos de Prática Contábil e Jurídica da Universidade, NPC e NPJ, respectivamente, oferecem assistência às pessoas que tenham dúvidas durante a solicitação do auxílio emergencial do governo. Estudantes dos cursos de Ciências Contábeis e Direito orientam sobre o que é o auxílio, quem tem direito a receber, e como solicitar o serviço.

Conhecimento é defesa importante no combate ao vírus

Mesmo com o grande volume de notícias na mídia sobre o novo coronavírus, ainda é grande o índice de fake news veiculadas, principalmente nas redes sociais. Pensando nisso, o estudante Lucas Sena resolveu usar suas redes para promover conhecimento e divulgar informações importantes no combate à Covid-19. Além de transmissões ao vivo com profissionais da saúde, o discente do 10° período de Fisioterapia da UFJF-GV compartilha posts com orientações à população, como por exemplo, sobre a forma correta de utilizar máscaras.

“As pessoas têm aderido ao uso das máscaras, mas a maioria não sabe utilizar, e usar errado é pior. Tenho utilizado minhas redes, principalmente o Instagram, para propagar informações verdadeiras, baseadas naquilo que as autoridades divulgam, como a Organização Mundial da Saúde e o Ministério da Saúde”.

Em seu perfil na rede social, Lucas promove, semanalmente, transmissões ao vivo com profissionais, a fim de disseminar orientações aos amigos e usuários da rede. “Na UFJF-GV, faço parte do Núcleo de Estudos em Fisioterapia Cardiorrespiratória; desenvolvemos pesquisas na área, e sou monitor na disciplina de Fisioterapia Respiratória. Sempre me envolvi nessa especialidade, que, no momento, está na linha de frente. Me sinto responsável por propagar informações verdadeiras, coerentes e embasadas, não só para os meus amigos, mas para a população em geral, já que a rede social alcança pessoas no mundo inteiro”, comentou.

A primeira live foi com o nutricionista André Marques, egresso da UFJF-GV, que falou sobre higienização e armazenamento de alimentos, gestão de compras, alimentação saudável; “e desmistificou informações que estão sendo propagadas a respeito de alimentos que aumentam a imunidade”. A próxima está marcada para esta quinta, 7, a partir das 21h, com o personal trainer Higor Siqueira. Ainda segundo Lucas, estão programadas outras transmissões com profissionais como farmacêutico, dentista e fisioterapeuta.

 

Fonte: Assessoria

Postado originalmente por: Diario Regional – Juiz de Fora

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: