28 Congresso
Juiz de Fora e Região

JF ocupa 43° lugar no ranking das cem melhores cidades para se investir

Por: Diário Regional 06/10/2017 21:37

Posicionamento geográfico aliado ao desenvolvimento estável, boa infraestrutura e qualidade de vida fazem de Juiz de Fora uma cidade que, apesar de ter sofrido com os efeitos da crise, proporciona ambiente atrativo para a criação ou ampliação de negócios. É o que também aponta a pesquisa publicada pela Revista Exame, que coloca o município como um dos 100 melhores para se investir no país. O levantamento da consultoria Urban Systems analisou todas as cidades brasileiras com mais de 100 mil habitantes.

Através dele, a Manchester Mineira, como é conhecida a cidade, subiu 36 posições desde a última avaliação, saltando da 79ª colocação em 2016, para ocupar o 43º lugar em 2017. Juiz de Fora também figura na terceira posição das melhores cidades mineiras para investimento, atrás apenas de Belo Horizonte e Uberlândia, que ocupam 9° e 28° posição no ranking nacional.

Na pesquisa da consultoria, foram verificados 28 indicadores em aspectos essenciais para a evolução dos negócios em uma cidade: desenvolvimento social e econômico, capital humano e infraestrutura. Para o titular da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Turismo (Sedettur) da Prefeitura de Juiz de Fora (PJF), João de Matos, o município está atento às novas realidades e avanços que foram conquistados. “Estamos avaliando todas as propostas de desenvolvimento que ocorrem na cidade, como as situações de negócios e a criação de novas oportunidades. Do ano passado para cá, subimos 36 posições e isso tem grande relevância para a continuidade dos trabalhos”, reforça.

Matos também afirma que o poder público tem contribuído para diminuir os entraves burocráticos, para que os empreendedores tenham agilidade na hora de investir. “Nossa missão é reunir informações necessárias para que o empresário possa chegar até a Prefeitura com suas dificuldades e ter aquilo que chamamos de agilidade dentro das competências das outras secretarias”, reitera.

 

ESPAÇO PARA O DESENVOLVIMENTO

Conforme o presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), Marcos Casarin, Juiz de Fora tem todos os subsídios, como educação e saúde, que incentivaram o interesse de grandes redes em se instalarem no município. Entretanto, é necessário um trabalho em conjunto para alcançar maiores objetivos. “Temos uma locação bem situada e estrutura de cidade grande. Por ser um polo educacional e de saúde, chama atenção dos empresários, que levam em conta esses aspectos para investir e proporcionar aos seus funcionários maior qualidade de vida e recursos para trabalhar. Porém, para continuar avançando, é preciso envolvimento dos órgãos de gestão e da sociedade civil organizada”, destaca.

Um dos motivos de Juiz de Fora estar na lista das cem melhores para se investir está relacionada à expansão da economia, na avaliação de Casarin. “Se analisarmos o salto de 2016 para este ano, o crescimento não foi pequeno. Indústrias vieram, entidades de estudo chegaram, hospitais, shoppings, o comércio está se revitalizando e tudo isso contribuiu para chegarmos a esta posição e reaquecer nossa economia. Hoje a cidade está preparada, tanto que novos investimentos estão chegando, mas não podemos estacionar e já temos que planejar o futuro”, lembra o presidente.

 

MOMENTO É DO MICROEMPREENDEDOR INDIVIDUAL

Ainda de acordo com o Casarin, é também a oportunidade para a consolidação de novas experiências no mercado. “A ocasião é perfeita para o pequeno empresário, algo que está crescendo bastante. Embora a economia a nível Brasil esteja ruim, Juiz de Fora parece estar na contramão disso e está se estabilizando, e isso também ajuda no fortalecimento da cidade e na criação de novas chances de emprego”, ressalta.

Postado originalmente por: Diario Regional – Juiz de Fora

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: