“Mamãe Noel” mobiliza comunidade para arrecadar presentes para crianças carentes

A rotina de Margarida Maria Gomes, de 61 anos, não é fácil. Pelas ruas da cidade, a aposentada vende canetas, bolos, pudins, tudo para arrecadar dinheiro para comprar brinquedos e lanches para as crianças carentes dos bairros da zona Norte e de outras cidades da região.

A ação, que começou há 32 anos, foi motivada por um pedido especial do filho. “Estava me preparando para uma festinha de aniversario para meu filho, entretanto, meu sogro veio a falecer, o que impediu a realização da festa. Porém, meu filho me disse que ficaria muito feliz se eu arrumasse um Papai Noel para que ele pudesse conversar e, se eu conseguisse isso, não precisaria de mais nada”, lembra. Na época, Margarida trabalhava como faxineira e não tinha ideia de como levar o “bom velhinho” para sua casa. Foi aí que uma amiga lhe emprestou uma fantasia. “Fiz uma surpresa para ele, que ficou muito feliz, mas não sabia que eu estava vestida de Papai Noel. Para completar, ele me pediu que levasse algumas balas e entregasse para as crianças nas ruas. Durante a distribuição, as crianças não ficaram satisfeitas somente com os doces e queriam presentes, mas como não estava preparada, não consegui atender aos pedidos”, relembra.

Ela conta que, no dia seguinte, o menino havia lhe questionado sobre onde esteve enquanto o Papai Noel o visitava. “Falei com ele que não participei da festa, pois estava trabalhando. Foi quando ele me sugeriu que era para todos os anos comemorar o seu aniversário distribuindo presentes para as crianças”, conta Margarida.

Desde então, a “Mamãe Noel”, como é conhecida, leva alegria para a criançada que mora nos bairros Esplanada, Fábrica, Jardim Natal, Monte Castelo, Amazonas, Milho Branco, além de zonas rurais de Juiz de Fora e outras cidades, como Lima Duarte e Olaria. “Comecei com 50 crianças e hoje são mais de 1.500. Os pais que pegavam os presentes enquanto pequenos, agora levam seus filhos para a festa”, reforça Margarida.

Agora, a ideia é expandir as atividades. Mas, para tanto, é preciso conseguir mais ajuda e doações. A expectativa é que no dia 24 todas as crianças sejam presenteadas. Margarida aceita brinquedos, doces, alimentos para o cachorro-quente e até mesmo a apresentação de uma banda de música. “As crianças adoram quando tocam o hino do Natal, é uma alegria imensurável! Se as pessoas tiverem interesse e puderem tocar, ficarei satisfeita”, solicita.

Para doar, basta entrar em contato pelo telefone (32) 99138-4556 ou ir até a residência da “Mamãe Noel”, na Rua Branca, nº66, bairro Milho Branco. Ela pede que os interessados entrem em contato por volta das 18h, momento em que está em casa, já que, durante o dia, está vendendo os objetos para arrecadar fundos para a iniciativa. Preferencialmente, as doações devem ser realizadas até o dia 5 de dezembro.

Postado originalmente por: Diario Regional – Juiz de Fora

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: