MRS intensifica ações de prevenção e conscientização no trânsito durante campanha Maio Amarelo

O Movimento Maio Amarelo tem a finalidade de captar a atenção da sociedade para o alto índice de mortes e feridos no trânsito em todo o mundo. Aproveitando o período em que o mundo todo se volta para a causa, a MRS Logística, neste ano, vem com um propósito de inserir a ferrovia nesse contexto e conscientizar a população.

Em 2017, mais de 10 acidentes ferroviários foram registrados em Juiz de Fora, e, na sua maioria, estão relacionados à imprudência e a falta de atenção da população. A fim de levantar questionamentos e debater em parceria com a sociedade, a MRS realizará no mês de maio, algumas ações que envolvem blitze educativas, palestras, distribuição de panfletos e adesivos.

“Temos um trabalho muito forte, dedicado para estudar e prevenir os acidentes. Toda semana reunimos e analisamos as ocorrências e, em 100% dos casos, o principal fator que ocasiona os acidentes é o comportamento no trânsito”, comentou o gerente geral de Comunicação da instituição, Marcelo Kanhan.
Nos últimos anos, a MRS tem investido na segurança das linhas férreas, assim como na infraestrutura urbana. Os trens são equipados com farol, sinos e buzinas. Também, foram construídas oito passarelas nas passagens de nível, além do levantamento de muros que delimitam o perímetro. Embora, exista o reforço na segurança, deve haver também, a mobilização e os cuidados da população.

“Nossa cidade cresceu muito, no entanto, as pessoas ainda estão acostumadas a uma dinâmica mais lenta. Hoje, os principais causadores dos acidentes são os casos de imprudência e desatenção. Fatores que pedestres e motoristas voluntariamente se colocam em uma situação de risco e anulam as barreiras de segurança entre eles e o trem. O que buscamos é pedir que as pessoas parem e pensem nas consequências que um gesto pode ter”, alertou Kanhan.

O gerente orientou, também, que o respeito à sinalização e as leis de trânsito, além da atenção ao cruzar uma linha férrea, são os primeiros passos para mudar e prevenir os incidentes. “Os acidentes são traumáticos. No caso do trem, existem pessoas que perdem membros e chegam até o óbito. Queremos perguntar para as pessoas se vale à pena perder uma vida, colocar a segurança do filho em risco por ter que aguardar apenas três minutos para a passagem do trem. Se todos seguissem o ‘pare, olhe e escute’, não teríamos esses acidentes”, ressaltou.

PROJETO LINHA DA VIDA

Em um projeto lançado recentemente, denominado “Linha da Vida”, a MRS reúne órgãos e pessoas interessadas em promover a maior harmonia no trânsito, em ações que pretendem diminuir os riscos de acidentes. No site www.linhadavida.org, a empresa elenca a missão da iniciativa, as causas de fatalidades no trânsito e orientações gerais para a população.

A iniciativa, também faz parte do Maio Amarelo, sendo o principal canal da empresa de difusão das informações e conscientização sobre os acidentes ferroviários. “Queremos quebrar um pouco o gelo e divulgar para comunidade que o problema da segurança ferroviária só será resolvido se todos estiverem juntos na batalha. É uma briga que só vamos ganhar se a comunidade e a Prefeitura estiverem do nosso lado”, finalizou.

Qualquer pessoa pode entrar em contato com a entidade e solicitar uma conversar. O principal canal de relacionamento é o Facebook do projeto: Facebook.com/projetolinhadavida.

Postado originalmente por: Diario Regional – Juiz de Fora

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: