Anuncie
Juiz de Fora e Região

PC apresenta três suspeitos de cometeram homicídios na cidade

Por: Diário Regional 12/04/2018 18:37

A Polícia Civil (PC), através do titular da Delegacia Especializada de Homicídios (DEH), Delegado Rodrigo Rolli, apresentou na manhã dessa quinta-feira, 12, três indivíduos suspeitos de cometerem tentativas de homicídio e homicídios em Juiz de Fora. Alguns dos crimes ocorreram em 2017 e outros neste ano.

HOMICÍDIO MOTIVADO POR ROUBO DE CELULAR

Um crime ocorreu por volta das 23h do dia 26 de fevereiro deste ano, na esquina da Rua Roberto de Barros com a Rua Benjamin Constant, centro da cidade. Na ocasião, um jovem de 22 anos foi assassinado a facadas após uma discussão devido um aparelho celular, com outro jovem, também de 22 anos.

Segundo o titular da Delegacia Especializada de Homicídios (DEH), Delegado Rodrigo Rolli, a vítima e uma testemunha seguiam pela via em direção a um bar onde estaria o autor, com o objetivo de cobrar um celular que o mesmo teria roubado em dia anterior. “Temos provas efetivas que houve uma discussão por questão do celular. A testemunha alegou ter ido até o autor cobrar, juntamente com a vítima, para requerer pelo aparelho, ou pelo menos o chip. O autor, não satisfeito, correu atrás de ambos. Sendo que, a testemunha conseguiu fugir da ação criminosa, mas a vítima, que tentou subir em um ônibus, foi arrancada da porta pelo autor, que desferiu duas facadas nas costas. O jovem veio a óbito no local” relatou o delegado.

Ainda segundo Rolli o autor confirmou ter cometido o homicídio durante depoimento nessa quinta-feira. “Ele foi ouvido hoje de manhã e confessou a autoria do crime. Ele não confessou, porém, o roubo do celular da vítima. Também alegou que foi ameaçado pela vítima e que, por isso, teria atacado com a faca dela”. A testemunha afirma que a faca era do autor. De qualquer forma, ficou claro para a polícia a intenção do autor, por ele ter corrido atrás da vítima mesmo quando tentava entrar em um ônibus.

Devido o autor ser uma pessoa em situação de rua, foi mais difícil sua localização por parte da PC. “Desde a época do crime, já sabíamos que era ele (autor), e conseguimos concluir isso através de provas testemunhais. Demoramos a prendê-lo por que ele mora na rua. Chegamos a enviar mandato de prisão para casa de familiares no bairro Bela Aurora” relatou.

As investigações do caso duraram dois meses e a prisão temporária do autor foi decretada. O autor foi preso em flagrante pela Polícia Militar (PM) nesse mês. Ele já possui diversas passagens pela polícia devido crimes patrimoniais no centro da cidade.

 

VÍTIMA RECÉM LIBERADA DA PRISÃO

Outro crime apresentado pela delegacia, foi o ocorrido na tarde do dia 22 de julho de 2017, no bairro São Benedito, zona Leste da cidade, quando um homem de 43 anos foi vítima de homicídio ao tentar retomar a venda de drogas no local.

Segundo o delegado Rolli, “a vítima havia acabado de sair de uma unidade prisional de Juiz de Fora, onde estava preso por tráfico de drogas. Quando saiu, ele tentou retornar para o comércio de entorpecentes e procurou por um homem, de 35 anos e demais indivíduos, que integram um grupo criminoso que atua na região”. Durante negociações um desentendimento teria ocorrido, devido questões relativas ao tráfico ou dívidas passadas, e com isso o homem teria executado o jovem com tiros na cabeça e costas. A PC ainda não sabe ao certo a motivação exata do crime, mas sabe-se que tem relação com drogas.

De acordo com o delegado, as provas dentro do inquérito levam a crer na execução cometida pelo autor. Ele nega qualquer tipo de participação, entretanto, sua prisão preventiva foi solicitada pela polícia.

AUTOR FUGIU PARA O RIO DE JANEIRO

Outro caso apresentado pela PC diz respeito a um homicídio ocorrido em 14 de abril de 2017, quando dois jovens, de 22 e 26 anos executaram outro jovem, de 24 anos a tiros, e ainda tentaram executar outro indivíduo de 23 anos que o acompanhava, no bairro Vila Ideal, zona Sudeste da cidade.

As vítimas se deslocaram até o bairro a fim de cortarem o cabelo em um salão. Durante a passagem pela região eles se encontraram com os autores que, então, passaram a persegui-los efetuando diversos disparos de arma de fogo. O jovem de 23 foi atingido por um disparo, mas conseguiu fugir após pular no Rio Paraibuna. O outro jovem, de 24, não conseguiu fugir e foi então executado.

Os dois autores do crime estão presos. O jovem de 22 anos, apresentado na coletiva dessa quinta-feira, segue no Centro de Remanejamento do Sistema Prisional (Ceresp) de Juiz de Fora. O autor de 26 fugiu para o Rio de Janeiro a fim de fugir das investigações, entretanto, foi preso na cidade de Casimiro de Abreu e possivelmente será transferido para Juiz de Fora a fim de ser ouvido pela PC local.

De acordo com o Rolli, o autor que tentou fugir também teria cometido crime. “Em agosto de 2016, ele teria assassinado um homem, de 37 anos, após briga relacionada a materiais de construção. Este inquérito foi concluído em junho de 2017, comprovando essa informação, entretanto, o Ministério Público solicitou mais diligências sobre o caso” concluiu o delegado.

Postado originalmente por: Diario Regional – Juiz de Fora

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: