Encontro
Juiz de Fora e Região

Servidores da Cesama realizam manifestação contra propostas de reajuste

Por: Diário Regional 18/10/2017 12:37

Um grupo de servidores da Companhia de Saneamento Municipal (Cesama), acompanhados do Sindicato dos Trabalhadores no Serviço de Água de Juiz de Fora (SINAGUA-JF), realizaram na manhã desta quarta-feira, 18, uma assembléia e passeata a fim de discutirem e manifestarem as insatisfações da categoria mediante determinadas ações Cesama em relação aos direitos dos funcionários.

A assembléia foi realizada na garagem da Cesama no bairro São Mateus e logo depois o grupo de trabalhadores seguiu em passeata pela Avenida Itamar Franco, chegando até o cruzamento com a Avenida Rio Branco e depois seguindo até a sede da companhia de saneamento, que também fica na Avenida Rio Branco.

De acordo com o presidente do SINAGUA-JF, Ednaldo Ramos, a Cesama estaria retirando determinados direitos de seus funcionários. Ela afirma que “há de seis a sete itens que a Cesama vem tentando retirar do trabalhador, mas não vamos aceitar a retirada de nenhum deles, pois reduz a nossa capacidade de negociação.”

Uma das principais reivindicações do grupo diz respeito a questões salariais. Segundo Ednaldo, a companhia de saneamento quer parcelar o reajuste retroativo dos trabalhadores, referente a março, em sete vezes. Durante a assembléia ficou decido não aceitar tal proposta.

Aproximadamente um terço dos funcionários da Cesama participou da manifestação. Em uma das faixas eles destacam a redução de funcionários. Segundo os manifestantes em 2007 a Cesama contava com 718 funcionários, e atualmente são 605. Uma redução de 113 trabalhadores.

Ednaldo Campos também destacou que “desde março deste ano o grupo vem tentando negociações com a companhia, só que elas não avançam”. Ele registra que “foram realizadas 12 reuniões, inclusive duas no Ministério do Trabalho e uma no Ministério Público do Trabalho.”

O grupo de funcionários, juntamente com o SINAGUA-JF, irá buscar apoio dos vereadores da cidade a fim de que possam intermediar as discussões e alcançarem seus objetivos.
O presidente do SINAGUA-JF conclui afirmando que “está ocorrendo muita intransigência dentro da Cesama, onde o presidente não cumpre nem o que já foi acordado. Assim só resta ao sindicato levar a Companhia à justiça para que o que foi combinado possa ser cumprido”.

Aguardamos posicionamento da Cesama a respeito do caso.

Postado originalmente por: Diario Regional – Juiz de Fora

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: