Vigilância Sanitária de Tiradentes deve recolher cerveja investigada pela Polícia Civil nesta terça (14)

Vigilância Sanitária da cidade afirma que cerveja será recolhida nesta terça (14).

Lotes investigados chegaram à Tiradentes.

A Polícia Civil está investigando a Cervejaria Backer, após casos de pessoas que ingeriram cerveja do rótulo Belorizontina fabricado pela empresa, apresentarem quadro de insuficiência renal e problemas neurológicos.

Autoridades de saúde contabilizam 10 notificações de pacientes internados que desenvolveram síndrome nefroneural aguda com sintoma iniciados a partir de novembro. Todos consumiram a cerveja produzida pela Backer, antes do início dos sintomas. Um deles morreu na terça-feira, 7 de janeiro, e outros nove seguem internados.

Na sexta-feira, 10 de janeiro, a Backer divulgou um comunicado com os locais onde foram distribuídos o lote 1348, das linhas de produção L1 e L2. Foi nesse lote que a Polícia Civil apontou a substância tóxica dietilenoglicol, encontrada em duas garrafas de cerveja, em casas de pacientes internados com sintomas da doença.

Tiradentes está entre as cidades que receberam a cerveja dos lotes investigados. Além de Tiradentes, cidades de Belo Horizonte e região metropolitana, do Centro-Oeste do estado e Ouro Preto estão entre os municípios que receberam a bebida. Também foram distribuídas cervejas do lote para São Paulo, Espírito Santo e Brasília.

De acordo com a vigilância sanitária de Tiradentes, a partir desta terça-feira, 14 de janeiro, será feito uma vistoria nos estabelecimentos da cidade para a retirada do produto. Ainda de acordo com a vigilância, em um primeiro momento, os produtos vão ser descartados. A situação será averiguada juntamente com a Gerência Regional de Saúde.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: