Rodrigo Pacheco é eleito presidente do Senado e Minas recupera protagonismo

A expectativa de lideranças mineiras é que Minas tenha um peso maior nas decisões orçamentárias e de investimentos

Rodrigo Pacheco (DEM-MG) foi eleito presidente do Senado federal nessa segunda-feira (1º). Ele venceu Simone Tebet (MDB-MS) por 57 a 21.

Em sua campanha, o político destacou que sua gestão vai pautar temas importantes para o país, como as reformas tributária e administrativa, um novo auxílio emergencial e propostas que possam aumentar a geração de empregos. Ele ficará à frente do cargo por dois anos.

Com Pacheco no comando do Senado, a bancada mineira pode se beneficiar com verbas para todo o estado, junto ao Poder Executivo.

Nas redes sociais, o novo presidente do Senado disse que se compromete “a fazer uma gestão independente e com total respeito à democracia e às instituições públicas”. Ele também afirmou que sua atuação será voltada para a “saúde pública, crescimento econômico e desenvolvimento social”.

https://twitter.com/rpsenador/status/1356432300226002946?s=20

O senador Antonio Anastasia (PSD-MG) manifestou apoio a Pacheco e disse que está orgulhoso pela sua eleição. Segundo ele, “depois de quase 50 anos Minas Gerais volta a ter um de seus representantes na Presidência do Senado Federal”.

 

Anexos para downloads:

%d blogueiros gostam disto: