Aparência das unhas pode indicar problemas na saúde do corpo; saiba mais

As unhas quebradiças, opacas e com coloração diferente são um sinal de alerta 

O estado geral das unhas vai além da estética, visto que elas mostraram a nossa saúde como, por exemplo, doenças relacionadas à pele, fígado e rins, além de sinais de que faltam no organismo nutrientes.

Quando as unhas estão quebradiças, opacas e até com coloração diferente é um sinal de alerta. O estado delas pode também indicar algum problema no funcionamento da tireoide, glândula responsável pela produção de hormônios reguladores do organismo, ou seja, situação que pode causar insônia, ansiedade e depressão.

O enfraquecimento das unhas pode estar relacionado a falta de vitaminas no organismo, em especial da vitamina D. A deficiência desta vitamina causa comprometimento na absorção de cálcio, que impacta na saúde dos ossos. Já as unhas ressecadas indicam a escassez de proteínas e cálcio, além da falta de vitamina A.

De acordo com a nutricionista Maria Eduarda Diniz, a anemia também é uma das doenças que aparece os primeiros sinais nas unhas. Desta forma, pode surgir uma carência na ingestão de ferro causada pela deficiência de vitaminas C, A, E, além de complexo B e zinco.

As unhas pálidas podem indicar má alimentação. Por isso, é necessário consumir feijão branco, cenoura, tomate, beterraba, mamão e abóbora. Salada com azeite extra virgem também é outra opção para adquirir vitamina E.

A falta de vitamina B12 é percebia nas unhas com pigmentação azulada ou preta. A doutora em ciência de alimentos e coordenadora do curso de nutrição das Faculdades Kennedy, Natália Teixeira, destacou que diversos problemas podem aparecer quando não se tem uma alimentação adequada e quando a nutrição não está equilibrada.

A enfermeira e técnica em manicure pelo Senac, Dianna Oliveira, destaca que alguns microrganismos, encontrados em lugares úmidos, como saunas, piscinas, banheiros, sapatos apertados e mal higienizado e com pouca ventilação, se alojam debaixo das unhas e são responsáveis pelo surgimento de fungos capazes de influenciar na queda e descola.

Por isso, Dianna aponta que secar bem os pés entre os dedos após o banho, não utilizar o mesmo sapato por dois ou mais dias consecutivos, colocar os sapatos no sol para secar e usar chinelos durante o banho pode auxiliar na proteção contra os fungos e bactérias.

Entretanto, em caso de dúvida, procure um dermatologista.

 

Anexos para downloads:

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: