Endividamento de famílias cai em novembro e volta a nível pré-pandemia

O endividamento das famílias caiu em novembro, pelo terceiro mês seguido, e retornou ao nível pré-pandemia. O índice é o menor registrado em oito meses, com retração de 0,5 ponto percentual em relação a outubro.

Os dados foram apresentados nesta terça-feira pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC).

A Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor mostra que, entre as famílias que recebem até 10 salários mínimos, o percentual daqueles com dívidas caiu pela terceira vez seguida, depois de ter alcançado recorde em agosto, ao atingir 69,5%.

Por outro lado, quando o tema é cartão de crédito, a pesquisa mostra que, mesmo com o baixo índice de endividamento, o brasileiro continua gastando muito, e esta forma de pagamento aparece como a principal responsável pelo endividamento de quase 78% das famílias. Na sequência, aparecem os carnês e financiamentos de veículos.

*As informações são da Radioagência Nacional. 

 

Anexos para downloads:

%d blogueiros gostam disto: