Família de adolescente cria vaquinha virtual para custear tratamento de tumor raro em Divinópolis

Família busca por tratamentos fora da medicina convencional, visto que a doença não tem cura

Camila Ribeiro, de 16 anos, moradora de Divinópolis, no Centro-Oeste de Minas, descobriu um tumor raro no cérebro. Em busca de tratamentos fora da medicina convencional, a família da adolescente criou uma vaquinha virtual para arrecadar R$ 30 mil.

Ao G1, Viviane Ribeiro, mãe de Camila, contou que conforme os médicos esse tipo de câncer não tem cura e também não é possível a retirada do tumor em uma cirurgia, visto que não tem forma definida e ainda se mistura com as células boas do corpo.

Os médicos ainda informaram que geralmente o tipo de câncer de Camila acomete pessoas acima de 50 anos e do sexo masculino.

Com o diagnóstico, a família de Camila precisou procurar por alternativas. A irmã de Viviane descobriu em um grupo de apoio para esse tipo de tumor um tratamento.

“Obtivemos informações de outros tratamentos para ajudar no fortalecimento da Camila, aumento da imunidade, até que a gente consiga a cura completa desse tumor”, disse Viviane.

Por ser um tratamento alternativo, o custo é elevado e família não tem condições de arcar. Por isso, estão em busca de R$ 30 mil na vaquinha virtual.

Para ajudar Camila, acesse o site vakinha.com.br. Na plataforma, procure por Camila contra o câncer cerebral ou pelo ID 2168386.

Foto: reprodução

saques e transferências

Anexos para downloads:

%d blogueiros gostam disto: