Ideb aponta avanço em todas etapas de ensino do Brasil; apenas ensino fundamental cumpre meta

Na última semana, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) divulgou o resultado do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb). Conforme os dados, o Brasil avançou em todas as etapas de ensino, porém apenas nos anos iniciais do ensino fundamental, do 1º ao 5º ano, cumpriu a meta de qualidade nacional estabelecida para 2019.  

De acordo com o Ideb, os anos iniciais passou de 5,8 em 2017 para 5,9 no ano passado, ou seja, superando a meta nacional de 5,7 considerando as escolas públicas e particulares. Já os anos finais, do 6º ao 9º ano, avançou de 4,7 para 4,9. Mesmo com o crescimento, ficou abaixo da meta estipulada para a etapa, 5,2. No ensino médio, passou de 3,8 para 4,2, ficando também abaixo da meta, que era 5. 

Vale lembrar que o Ideb é medido a cada dois anos. O principal indicador de qualidade da educação brasileira é calculado com base em dados de aprovação nas escolas e de desempenho dos estudantes no Sistema Nacional de Avaliação da Educação Básica (Saeb). O Saeb avalia os conhecimentos dos estudantes em língua portuguesa e matemática.  

No entanto, o índice tem metas diferentes para casa ano e também metas específicas nacionais, por unidade da federação, por rede de ensino e por escola. Entretanto, o principal objetivo é que cada instância melhore os índices para que o Brasil consiga atingir o patamar educacional da média dos países da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE). 

Isto é, progredir da média nacional 3,8, registrada em 2005 na primeira fase do ensino fundamental, para 6 em 2022. Além disso, também almejam que os anos finais do ensino fundamental alcance a média de 5,5 e, para o ensino médio, 5,2.  

Apesar da desigualdade entre escolas públicas e privas, a rede pública apresentou mais avanços em 2019. Nos anos iniciais do ensino fundamental, o índice passou de 5,5 em 2017 para 5,7. Já nos anos finais do ensino fundamental, as escolas públicas passaram de 4,4 para 4,6. Por fim, o ensino médio evoluiu de 3,5 para 3,9. Porém, mesmo com todos os avanços, a rede estadual ficou abaixo da meta 4,6. 

Os municípios sofreram uma queda em 2019. Em 2017, 3,6 mil municípios cumpriram a meta, o equivalente a 70%, mas neste ano apenas 3,2 mil municípios alcançaram a meta, ou seja, 62%. Lembrando que na região Sudeste 73,9% das redes municipais atingiram a meta 6 ou mais.

Anexos para downloads:

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: