Ipatinguense é encontrada morta dentro de mala em Portugal

Foto: reprodução Facebook

Uma mineira de Ipatinga, na região do Vale do Aço, foi encontrada morta na última quarta-feira (2), em Vila Arruda dos Vinhos, distrito de Lisboa, em Portugal.

O corpo da vítima identificada como Camila da Silva estava dentro de uma mala envolta por fita adesiva. Um morador que passeava com um cão pelo local foi quem encontrou a vítima.

Além disso, um dia após o crime, a Polícia Judiciária decretou a prisão do companheiro de Camila, de 38 anos. O homem é suspeito de ter assassinado a mulher a facadas, com um golpe letal, na casa onde moravam, além de ter abandonado o corpo dentro da mala, em uma área de mata.

A vítima era mãe de uma menina de 10 anos e estava planejando levar a filha para a Europa. A mulher morava há cerca de 15 dias, na Urbanização de São Lázaro. Camila trabalhava com restauração.

O presidente da Câmara Municipal de Arruda dos Vinhos, André Santos Rijo, lamentou a morte da mulher e classificou o crime como homicídio.

Já o irmão da vítima, Werleis Silva, afirmou, por meio de um post nas redes sociais, que amigos e familiares estão de luto. Ele ainda relatou que a família está contando com o apoio de todos para viabilizar o traslado.

A luta para conseguir o translado do corpo da vítima custa R$ 30 mil e a família arrecadou até o momento apenas R$ 4 mil.

O Ministério das Relações Exteriores, Itamaraty, destacou que não pode passar informações, em respeito ao direito de privacidade dos envolvidos.

O órgão ainda disse que as representações diplomáticas e consulares do Brasil e de Portugal estão acompanhando o caso.

Por fim, a pasta infirmou que quando um cidadão brasileiro falece no exterior e sua família opta por trazer seus restos mortais ao Brasil, as embaixadas e os consulados brasileiros sempre procuram apoiar os familiares com orientações gerais, a expedição de documentos e também no contato com autoridades locais. Mas, que não há previsão legal que permita o pagamento de despesas hospitalares ou traslado do corpo pelo Governo Federal.

Para os interessados em contribuir com o translado do corpo de Camila, é só realizar um depósito no Banco Bradesco, na conta 671570-2, da agência 207. O destinatário é Lucileia Aparecida Silva Santana, portadora do CPF 071.819.526-78.

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

(com supervisão de Victor Veloso)

Anexos para downloads:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: