Pedro Cine Fotos
São João del Rei e Região

APAC de São João é referência nacional

Por: Gazeta de São João del Rei 30/09/2017 1:03

A Associação de Proteção e Assistência aos Condenados (APAC), de São João del-Rei, existe há mais de 10 anos e tem sido referência para implantação da iniciativa em outros estados. Na última terça-feira, 26, comitivas das capitais do Amapá (AP), Macapá; e do Mato Grosso do Sul, Campo Grande, visitaram a sede da associação na BR-265. O grupo esteve na cidade para verificar como funciona o sistema humanizado de cumprimento de pena, visando a implementação de APACs em seus respectivos estados.

Comitiva do Amapá e Mato Grosso do Sul esteve em São João del-Rei na última terça-feira, 26 - Foto: Gazeta

Comitiva do Amapá e Mato Grosso do Sul esteve em São João del-Rei na última terça-feira, 26 – Foto: Gazeta

Segundo o juiz de execução Penal de Macapá, João Matos Júnior, as discussões para a implantação da associação do Estado estão bastante avançadas. “Representantes da comunidade já vieram em visita a São João. Agora, estamos com presença de autoridades do Executivo e Judiciário da nossa cidade. Esses encontros servem para definir a forma com que iremos implantar a APAC”, explica.

Já o juiz da 2ª vara de Execução Penal de Campo Grande (MS), Mário José Esbalqueiro Júnior, disse que a ideia da implantação do sistema no Mato Grosso do Sul partiu do Ministério Público e que a comitiva do seu Estado estava presente para conversar com a administração e os recuperandos da associação, em São João, como forma de viabilizar a chegada efetiva da APAC por lá.

O presidente da entidade em São João del-Rei, Antônio Carlos de Jesus Fuzatto, destaca que essas visitas de outros estados são a confirmação da seriedade do trabalho desenvolvido no Campo das Vertentes. “Atualmente, temos sido referência para implementação de APACs em outras partes do país. Isso é gratificante e motivador”.

Algo semelhante comenta o juiz de Direito da Vara de Execuções Penais em Belo Horizonte e juiz-assessor da Presidência do TJMG para Assuntos Relacionados à APAC, Luiz Carlos Rezende e Santos. Ele afirma que, se hoje São João é modelo em assistência aos condenados, isso se deve a toda uma história de mais de dez anos e ao apoio da comunidade. “A APAC de São João deu certo por causa da bondade das pessoas e da compreensão da sociedade ao abraçar essa causa, sabendo das dificuldades e compreendendo os problemas. Isso fez com que a APAC sempre se superasse.

Aproveito para agradecer esse carinho do povo são -joanense, que tanto faz o bem para pessoas que estavam mortas e que, agora, são beneficiadas por um dos maiores milagres, que é a ressurreição dos vivos”, finaliza.

Postado originalmente por: Gazeta de São João del Rei

%d blogueiros gostam disto: