Obras do Esgotamento Sanitário completam 1 ano

No próximo dia 2 de abril, marca um ano que as obras de esgotamento sanitário iniciaram em São João del-Rei. Com o propósito de construir redes coletoras, interceptoras e estações de tratamentos do esgoto a obra foi divida em duas fases e, terminam este mês, com 10% da primeira etapa concluída. A previsão é que o esgotamento sanitário esteja completamente pronto em 2020.

as obras chegam ao centro da cidade - Foto: Daniele Reis/ Divulgação

As obras chegam ao centro da cidade – Foto: Daniele Reis/ Divulgação

 

 

 

 

 

 

 

De acordo com a assessora de comunicação das obras, Danielle Reis, as obras chegaram a região central de São João del-Rei, com a construção de uma rede interceptora no Córrego do Lenheiro. “A interceptora começou próximo ao Ctan, depois passou para o córrego próximo a rodoviária e agora ela começou a chegar no centro, essa rede abrange toda extensão do rio. Além disso, temos mais duas equipes que trabalham simultaneamente na construção da Estação de Tratamento de Esgoto, no campus do Ctan e uma rede coletora no bairro IAPI”. Danielle ainda explica que novas obras vão ocorrer no mês de abril, quando um novo planejamento é feito e as equipes vão para outros pontos da cidade.

PARCERIAS
Conscientizar a população sobre manter o córrego limpo é uma das prioridades do esgotamento sanitário. Dessa forma, algumas parcerias foram fechadas para que os trabalhos sociais possam acontecer. “Está para ser implantado um projeto que chama Plano Ambiental. Ele tem o objetivo de ensinar as pessoas à ‘tomarem conta da obra’. Ou seja, manterem as beiras do córrego limpos, pois as pessoas continuam jogando muitos lixos dentro do rio. E o plano também consiste em fazer uma conscientização sobre a economia de água”, explica a assessora do esgotamento.

As parcerias sociais foram feitas entre as escolas municipais, estaduais, ONG’s e os Centros de Referência da Assistência Social (CRAS). “Nosso foco é trabalhar a conscientização com as crianças que depois vão repassar o que aprendeu para os adultos. Entre as oficinas estão a de reciclagem do lixo e evitar o desperdício de água. Participam conosco pedagogos, assistentes sociais, artistas plásticos e até mesmo técnicos ambientais”, finaliza Danielle.

Postado originalmente por: Gazeta de São João del Rei

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: